Figurino usado com devoção

Roupa é obra do estilista Michael Wilkinson

O Estado de S.Paulo

18 de junho de 2013 | 02h11

A atriz Antje Traue se sai muito bem no papel de Faora, uma figura austera, fisicamente imponente e cruel, com olhos ferozes e uma roupa sensacional. A força física é toda de Traue, graças a quatro meses de treinamentos. Mas a roupa é obra do estilista Michael Wilkinson.

"Achei o máximo ter uma roupa criada especialmente para o meu personagem. A primeira vez que a vesti, foi incrível, me deu até um estalo", diz Traue. "Quando me vi pela primeira vez no espelho, pensei: 'Antje, você vai ter que usar esse figurino com devoção'", lembra. "No último dia de filmagem, fiquei triste quando tive de tirá-la pela última vez. Queria levá-la para casa e usar como pijama."

Recentemente, Traue assistiu pela primeira vez à versão acabada do filme em Los Angeles. "Estava meio zonza na saída do cinema, atrapalhada com as lembranças e as coisas que tinham acontecido de lá para cá. Você faz um trabalho, a vida segue o seu curso e aí você finalmente vê o resultado", recorda.

"Estou ansiosa para ver o que as pessoas vão achar do filme. Tomara que gostem. Fiquei impressionada. Adorei o que vi e quero saber como o mundo vai receber esse filme."

Traue conta que, depois de Homem de Aço, vai dividir seu tempo entre Berlim e Los Angeles. Ela está em negociações para se juntar a John Hurt, Dwayne Johnson, Ian McShane e Rufus Sewell no Hércules de Brett Ratner. Mas antes disso, em outubro, vem The Seventh Son (O Sétimo Filho). "É um misto de conto de fadas, fantasia e aventura", informa Traue. "Jeff Bridges e Julianne Moore se juntaram de novo pra fazer esse filme. Ela é a rainha das bruxas e ele, o caçador de bruxas."

"A oportunidade de estar em contato com roteiros fantásticos e diretores maravilhosos, como está acontecendo comigo, para alguém como eu, que vem da Alemanha, é uma coisa extraordinária", confessa. "Não sei bem o que vou fazer daqui para a frente, mas sempre vai ter a ver com a história, com as coisas de que eu gosto, com o que me deixa curiosa." / I.S. / TRADUÇÕES DE ALEXANDRE HUBNER

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.