FID testa novo formato

Adriana Banana, na função dediretora artística, e Carla Lobo, como diretora executiva, estãoà frente de um dos mais importantes eventos ligados à dançacontemporânea no Brasil, o Fórum Internacional de Dança, em BeloHorizonte. Esta é uma edição especial, além da mudança de nome,de festival para fórum, o FID teve sua duração ampliada edurante todo o ano são oferecidas atividades em três instâncias:regional, com o Território Minas; nacional, que começaamanhã com a apresentação do espetáculo Violência, dogrupo catarinense Cena 11; e internacional, com a presença deJerome Bell e Cie. de Brune, de Lynda Gaudreau. Para arealização, as meninas contam com patrocínio da Telemig Celulare Petrobras.A mudança para fórum implica a tomada de uma atitude:apresentar ao público uma gama variada de espetáculos, debateresses trabalhos, refletir sobre eles, apoiar talentos locais eapresentar ao público a evolução artística de coreógrafosestrangeiros. "Fórum significa um posicionamento ético. Aimportância do FID está em caminhar na contramão dos festivais.Ao contrário de apresentar shows, temos o compromisso de criaruma estrutura que possibilite a permanência e troca deinformações para a formação de público, que pode acompanhar aprogramação durante o ano todo."O FID Extensão Brasil começa amanhã com aapresentação do espetáculo Violência do Cena 11. Uma vez pormês, até junho de 2003, exceto nos meses de dezembro e janeiro,ocorrerá apresentações de espetáculos ecléticos como CorposIlhados, de Vera Sala, Truveja pra Nóis Chorá, da VerveCia. de Dança, Modos de Ver, da Cia. Oito Nova Dança entreoutras pérolas.De acordo com a diretora artística, o fato de trazer àcena linguagens diferentes e artistas de todo o País pretendeprovocar discussões sobre a chamada dança brasileira. "Nãoexiste uma roupa única, que sirva em todos os bailarinos. Oconceito de brasilidade precisa ser discutido. Brasilidade não éalegoria ou ornamento."Em outubro, desembarcam em Belo Horizonte a Cie. deBrune, sob a direção da canadense Lynda Gaudreau e o polêmicoJerome Bell. Linda apresentará Document 3, uma seqüência aoprojeto Encyclopediae, no qual reúne coreografias de outroscriadores para discutir a questão de autoria em tempos decontaminação de idéias. Jerome Bell apresentará The Show MustGo on e The Name Given by the Auteaur.O público poderá conferir a evolução do trabalhocoreográfico desses artistas. "Não vamos consumir grupos oucomparar produtos diferentes, mas fazer uma crítica qualitativa,mostrar a coerência e a história das companhias para que aspessoas possam observar qual é e, ainda, refletir sobre opensamento dos artistas."Outro compromisso assumido pelo FID está em oferecer umacota de ingressos para crianças e adolescentes atendidos porprojetos sociais que utilizem a dança como uma forma de ação,tais como o Sambalelê, a Cia. Será Quê? e o Querubins. Osespetáculos assumem a função de complementar as atividades eformação dessa moçada.

Agencia Estado,

28 de agosto de 2002 | 17h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.