FHC e Lula são personagens de fábula sobre o poder

Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva são personagens da história real contada pelo jornalista Paulo Markun no livro O Sapo e o Príncipe ? Personagens, Fatos e Fábulas do Brasil Contemporâneo (Ed. Objetiva, 374 págs, R$ 48,90), que será lançado hoje em São Paulo, na Livraria Cultura do Shopping Villa-Lobos. Nesta fábula de uma geração que chegou ao poder, FHC é o príncipe dos sociólogos e Lula, o sapo barbudo ? que, transportado metaforicamente para a história infantil de Grimm e Ludwig (que inspirou o título do livro), seria o sapo que se transforma em príncipe quando jogado contra a parede por uma princesa. "Qualquer pessoa que atinge o poder passa por uma transformação, adquire as características do príncipe Maquiavel", diz Markun. Escrito e pesquisado durante um ano e meio, o livro traça um minucioso e intricado paralelo entre as vidas dos dois personagens, desde as origens distintas, passando pela ingressão não-planejada na política, até a passagem histórica da faixa presidencial de FHC para Lula. Markun abastece seu livro com relatos que podem interessar ao público em geral. Como a infância pobre de Lula em Pernambuco. Em contrapartida, FHC aparece como primogênito de uma família carioca de classe média, dentro de um clã povoado por generais, ministros da guerra e políticos. "Há outros momentos interessantes, como quando Lula toma consciência política, no momento em que o irmão Frei Chico é preso, em 1975, ou quando FHC se candidatou pela primeira vez, em 1978, naquela ocasião a uma vaga no Senado. Não foi fácil convencê-lo a se candidatar", conta o jornalista.

Agencia Estado,

19 de outubro de 2004 | 13h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.