FHC almoça com atores de "Laços de Família"

O ministro da Justiça, José Gregori, negou há pouco que o fato de o presidente Fernando Henrique Cardoso ter concordado em reunir-se com a atriz Vera Fischer e outros artistas da novela Laços de Família signifique que o governo esteja cedendo a alguma forma de lobby da TV Globo contra o rigor da portaria que estabelece a censura por horário e faixa etária na televisão. O encontro, que terminou há instantes, foi realizado na casa do diretor da TV Globo em Brasília, Toninho Drumond, no Lago Sul, de onde o presidente Fernando Henrique saiu às 15h25. Gregori, ao sair, disse que ele e o presidente conversaram com os artistas da mesma maneira que o governo está dialogando "com toda a sociedade" sobre esse assunto."Numa democracia, quanto mais você discute, melhor", justificou o ministro. Um repórter lhe perguntou a razão de estar o presidente da República participando de um a reunião com artistas sobre esse tema. "Porque é um almoço com um velho amigo", respondeu Gregori, referindo-se ao diretor da TV Globo. Vera Fischer disse que os artistas vieram a Brasília para "defender a profissão". O ator Toni Ramos, outro participante do almoço, afirmou que os artistas, ao conversarem com o presidente e o ministro, estão "arrumando o futuro" para eles e a sociedade, "para que não haja censura". Quando Fernando Henrique se retirava, perguntaram-lhe se costuma assistir à novela da Globo. Foi Vera Fischer quem respondeu: "A dona Ruth assiste."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.