Festival Meia Ponta encerra apresentações

Nessa tarde de domingo a grande expectativa do 18.º Festival de Dança de Joinville é o encerramento do Festival Meia Ponta, do qual participam crianças entre 10 e 12 anos, no teatro Harmonia Lírica. Tudo por conta da apresentação das crianças que chegaram ontem da Rússia e que lá estudam na Escola de Danças Contemporâneas de Moscou, dirigida por Nicolay Ogrizkov. Foi a primeira escola de dança moderna daquele país. Criada em 1991, a escola sobrevive a duras penas, sem patrocínio ou verba de qualquer espécie, e realiza um trabalho elogiadíssimo pela crítica especializada de todo mundo.Em paralelo aos espetáculos corre a fase competitiva do 18.º Festival de Dança de Joinville. Na terceira noite, a famosa noite de sábado da dança contemporânea, teve lotação esgotada, o que significa uma platéia de quase seis mil pessoas no Centreventos Cau Hansen. As apresentações mobilizaram a platéia, mas nem tanto a crítica, que deixou de conceder alguns primeiros lugares na classificação por categoria. Os grandes vencedores da noite foram: O grupo carioca VD Mascote, com a coreografia Disforme, de Georgia Klier, na categoria Dança Contemporânea; o grupo Andanza, de Assunção, no Paraguai, com a coreografia Admiración, na modalidade Dança Contemporânea duo júnior; a Cia. de Dança 3.º Milênio Heartbeat, de Curitiba, Paraná, com Antítese, de Octávio Nassur. As modalidades Dança de Rua Júnior e Dança Contemporânea solo feminino júnior não tiveram vencedores.Infantil - Isso acontece também entre os grupos infantis que participam do Festival Meia Ponta. Mas, ao mesmo tempo, o nível das pequenas bailarinas surpreende, quando conquistam dois primeiros lugares, como aconteceu no sábado com a modalidade Danças Folclóricas, conquistado pela Cia. Fátima Freitas, de Recife, Pernambuco, com a coreografia Nascimento do Frevo, de Fátima Freiras e pelo Grupo de Dança da Academia Corpo Livre, de Joinville, Santa Catarina, com a coreografia Nossos Imigrantes, de Liliana Vieira Köhn.Na modalidade Balé Clássico de Repertório Tradicional Variação Feminina ganhou o Grupo Infantil Paula Castro, de São Paulo. Outro grupo paulista, o Balé Márcia Lago conquistou o primeiro lugar na modalidade Balé Clássico de Repertório Solo Feminino. Já as modalidades Balé Duo Clássico e Danças de Salão ficaram sem vencedores.

Agencia Estado,

23 de julho de 2000 | 18h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.