Festival Infantil reúne 100 filmes de 20 países em SP

Rio e Niterói já viram a 9.ª edição do Festival de Cinema Infantil. Ela começou dia 26 em Brasília e hoje desembarca em São Paulo, onde prossegue até dia 11, simultaneamente com Campinas. No total, o público de 10 cidades brasileiras poderá assistir, na rede Cinemark, a mais de 100 filmes de 20 países. O evento realizado por Carla Camurati e Carla Esmeralda resgata pérolas como "Ponyo - Uma Amizade Que Veio do Mar", de Hayao Miyazaki, visto por apenas 20 mil espectadores no País.

AE, Agência Estado

02 de setembro de 2011 | 10h57

Ponyo integra uma seção intitulada A Arte do Cinema Japonês para Crianças. Outra homenagem, ou seção, privilegia o cinema para crianças da Holanda, no Ano da Holanda no Brasil. O conceito do festival é abrir janelas para a exibição de filmes diferenciados daqueles que chegam ao Brasil nas asas da Disney ou da Pixar. Nada contra "O Rei Leão", de volta ao cartaz, muito pelo contrário. Mas, para ficarmos apenas na animação, existe um outro imaginário - e um outro tipo de visual - que só fará bem aos baixinhos e baixinhas conhecerem.

O cinema brasileiro participa com uma atração muito especial - a pré-estreia do longa "Uma Professora Muito Maluquinha", de André Alves Pinto e César Rodrigues, produção de Diler Trindade com personagens de Ziraldo. O programa internacional anuncia filmes da Dinamarca ("Meu Amigo Storm", de Giacomo Campeotto), da Noruega ("Poli, o Fusquinha de Polícia", de Rasmus Silvertsen) e da Alemanha ("Os Três Ladrões", de Hayo Freitag).

Mas o Festival Infantil procura ir além de simplesmente exibir filmes. Entre os seus objetivos, além da formação de plateias, está o desenvolvimento de vocações. A sessão Dublagem ao Vivo apresenta oito filmes que proporcionam a chance de conhecer o trabalho dos dubladores. "Ponyo", para voltar à animação de Miyazaki - e o artista japonês é um dos ídolos do próprio John Lasseter, da Pixar -, será o objeto de estudo na sessão chamada Pequeno Jornalista. A ideia é desenvolver uma oficina para que as crianças analisem o filme, e escrevam sobre ele.

Para pais e educadores, a terceira edição do fórum Pensar a Criança vai fazer o que anuncia o título. Entre os convidados que vêm debater a infância como protagonista da narrativa de cinema está o roteirista Gregoire Vigneron, de um filme francês que caiu no gosto das crianças (e dos adultos) brasileiros - "O Pequeno Nicolau", de Laurent Tirard. Ainda no fórum, um pitching com oito projetos nacionais vai escolher qual será o representante do Brasil no próximo BUFF - Financial Forum, que se realizará na Suécia. A escritora Talita Rebouças, que comemora a marca de um milhão de livros vendidos no segmento infanto-juvenil, debaterá o longa "Desenrola", de Rosane Svartman, na seção Novos Jovens. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Festival Internacional de Cinema Infantil - Até 11/9. R$ 5. Programação completa: www.festivaldecinemainfantil.com.br/2011/

Tudo o que sabemos sobre:
cinemafestivalinfantil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.