Festival de Spoleto se prepara para continuar, sem Menotti

Após morte do fundador, evento acontece este ano entre 29 de junho e 15 de julho

Agencia Estado

07 de junho de 2012 | 03h38

O ator Andy Garcia e os diretores Paul Mazursky e Terry Gilliam vão receber homenagens especiais no 50.º Festival de Spoleto, o primeiro promovido desde a morte do legendário fundador do evento, Gian Carlo Menotti.O festival, que acontece este ano entre 29 de junho e 15 de julho em Spoleto, nas montanhas da Úmbria, vai incluir também apresentações especiais de trechos das obras mais famosas de Menotti, entre elas Amahl and the Night Visitors e The Consul, disseram os organizadores.Francis Menotti, o atual diretor artístico do festival Dois Mundos, disse: "Este festival será dedicado a meu pai, a sua paixão, seu compromisso com a música e seu talento extraordinário."Menotti, cujas composições lhe valeram dois prêmios Pulitzer, morreu em fevereiro, aos 95 anos.Andy Garcia, que é americano de origem cubana, vai exibir seu filme A Cidade Perdida, estrelado por ele próprio, Dustin Hoffmann, Bill Murray e Ines Sastre. O filme é ambientado nos últimos anos da Cuba anterior a Fidel Castro.MusicaisA banda de Garcia, a Cineson All-Stars, vai se apresentar no Teatro Romano de Spoleto. Serão exibidos no festival sete filmes em que Garcia atuou.Oito filmes de Paul Mazursky e oito de Terry Gilliam serão exibidos no festival, ao qual ambos os diretores pretendem comparecer.Apesar de o festival ter se aberto ao cinema recentemente, a maior parte de seus espetáculos ainda será formada por apresentações musicais.Além de composições de Gian Carlo Menotti, serão apresentados concertos de música de Handel, Schuman, Brahms, Fauré, Bach, Gershwin, Nino e Rota, entre outros.Conhecido em Spoleto pelo apelido carinhoso de Il Maestro Matto (o maestro maluco), Menotti pôs a cidade medieval de Spoletto no mapa cultural internacional e a salvou da decadência urbana quando fundou o Festival de Dois Mundos, 50 anos atrás. O festival de Spoleto em pouco tempo entrou para as fileiras dos mais importantes da Europa em termos de artes performáticas, atraindo dezenas de milhares de pessoas por ano e inspirando inúmeras imitações.O festival também vai incluir uma série de eventos em sua programação Úmbria Secreta, na qual concertos são promovidos em locais pouco conhecidos da paisagem rural que cerca a cidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.