Festa fashion brega elege Miss Tocantins

Eleita a Miss Brasil 2003: Miss Tocantins, Gislaine Rodrigues Ferreira de 19 anos. O segundo lugar ficou com Goiás; terceiro, Pará; quarto, Rio Grande do Norte e quinto, São Paulo. Gislaine recebeu a coroa da Miss Brasil 2002 Taiza Thomsen, que chorou após fazer seu último desfile, em apenas dois meses de reinado. Ela herdou a coroa de Joseane Oliveira, destronada após sua participação no reality show da TV Globo Big Brother Brasil 3.A versão fashion do concurso de Miss Brasil 2003 dada por Paulo Borges, aquele que faz os desfiles do São Paulo Fashion Week, teve ainda assim seus momentos tradicionalmente bregas: o desfile com trajes típicos das misses que mais parecia uma apresentação de desfile de escola de samba no carnaval e a apresentação do cantor Fábio Jr., cantando e desafinando em Volta de Lupcínio Rodrigues, Daniela Mercury e Vanessa Camargo, tentando acertar a voz. Ponto alto para o elegante desfile dos vestidos de gala e dos trajes de banho.A apresentação de Marcos Hummel era alternada por vários apresentadores e trechos da história do prêmio, como as famigeradas duas polegadas a mais nos quadris que destronou a brasileira Martha Rocha do concurso de Miss Universo de 1954, tendo sempre ao fundo o som da orquestra Mantiqueira.Até o momento final da apresentações feitas por Astrid Fontenelle e Marcos Mion. Como Miss Simpatia foi eleita a Miss Ceará, Jacqueline Gaspar de Oliveira Carneiro, de 21 anos.As dez finalistas foram apresentadas em ordem alfabética: Goiás, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Tocantins.Hummel cita Shakespeare antes dos apresentadores iniciarem a etapa constrangedora da noite, as pergundas e respostas das misses a questões da hora. As perguntas foram feitas pelos jurados: Danuza Leão, Zé Simão, Silvio Luiz, Alexandre Herchcovitch, Amir Slam, Lygia Kogos, Deise Nunes, Arthur Maranha Andrade, Marisa Alencar e João Pedro Flecha de Lima.Este último fez a pergunta, ou deu a deixa, para a Miss Tocantins: "o que você faria para resolver o problema da violência?". A respota de miss: "Só com trabalho, ocupação, e oportunidade a violência pode acabar, e muito amor". Levou o cetro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.