Fernando Morais decide falar sobre livro

O escritor Fernando Morais decidiu pagar multa e dar declarações à imprensa sobre o confisco de seu livro Na Toca dos Leões. A obra vem sendo recolhida por determinação da Justiça de Goiás.Em entrevista à revista Consultor Jurídico, de Tarbes, no interior de França, Morais afirmou: "Decidi mesmo pagar essa multa de R$ 5 mil e dar entrevistas, porque foi a forma que encontrei de marcar posição, publicamente, e protestar contra a arbitrariedade do juiz".Morais informou que volta ao Brasil em um mês, quando pretende continuar falando do livro, apesar da proibição.No início de maio, a Justiça de Goiânia determinou a busca e apreensão do livro por ofensa ao deputado Ronaldo Caiado. Na obra, Morais reproduz declaração de Gabriel Zellmeister segundo o qual, se eleito presidente da República em 1989, Caiado teria uma plano para esterilizar as mulheres nordestinas.Os argumentos de Caiado, em ação de busca e apreensão, foram acatadas pelo juiz Josué Sardinha Moraes, da 7ª Vara Cível de Goiânia. O escritor foi condenado a pagar R$ 5 mil de multa cada vez que falar do assunto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.