Fernando Lemos expõe suas poéticas fotografias

Quando o artista e fotógrafo Fernando Lemos resolveu deixar Portugal para viver no Brasil, nos anos 50, trouxe consigo vários negativos. Nas imagens, retratos de amigos, comparsas, poetas, escritores, artistas de todos os tipos que estavam juntos em Lisboa em meio ao regime ditatorial, o salazarista.Apesar de viver no Brasil desde aquela época - em 53, mudou-se para São Paulo e aqui ficou -, as imagens realizadas por ele entre 1949 e 1952, e que revelam muito de sua poética, são pouco conhecidas pelo público brasileiro e ganham, agora, visibilidade na exposição que está em cartaz desde sábado na Pinacoteca do Estado: À Sombra da Luz - À Luz da Sombra reúne 108 fotografias em preto-e-branco, todas acompanhadas de sentidos e títulos. "Nessa seqüência de retratos, anunciava-se a pele de um tempo inédito e promissor, moldado na expressão que cada um dos personagens guardava em saudável intimidade, sonhos e devaneios, anseios e convicções, ideais e expectativas, estruturados por repertórios de mentes diferenciadas, comprometidas com o amanhã que é nosso hoje", escreveu Lemos em 2000 sobre o conjunto de retratos. Com curadoria de Diógenes Moura, a mostra - que também é composta por imagens de paisagens e composições - resgata a "fotografia de intuição" de Fernando Lemos, criada no contexto do surrealismo português, como escreve Paulo Herkenhoff em texto do catálogo.Entre os fotografados, o casal de pintores Maria Helena Vieira da Silva e Arpad Szenes, os poetas Alexandre O´Neill, Nora Mitrani, Sophia de Mello Breyner, o pintor Vespeira e os atores José Viana e Sara Valle, entre outros. Fernando Lemos - Pinacoteca do Estado. Praá da Luz, 2, 229-9844, metrô Luz. 10 horas às 17h30 (fecha às segundas). R$2 a R$ 4 - grátis aos sábados. Até 22/8

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.