Fernando Botero expõe obras sobre Abu Ghraib em NY

A série de obras que ilustram as torturas praticadas por soldados norte-americanos na prisão iraquiana de Abu Ghraib elaborada pelo maior expoente das artes plásticas da Colômbia, Fernando Botero, será exibida a partir de outubro na galeria Marlboro de Nova York, informou hoje o artista. "Lá (Nova York) é onde elas devem ser mais vistas. Por isso assinei contrato com uma companhia americana que pretende levar a exposição a vários lugares nos Estados Unidos", disse Botero ao jornal El Colombiano. Botero pintou uma série de 50 obras, nas quais representa as torturas e os maus-tratos cometidos na prisão. Ele se baseou nas fotografias divulgadas pela imprensa norte-americana em maio de 2004, que mostraram para o mundo o horror enfrentado pelos prisioneiros iraquianos. Esta semana, novas imagens foram divulgadas pela televisão australiana SBS e pela revista norte-americana Salon. "Parece que vários museus norte-americanos querem mostrar a exposição, apesar as datas ainda não estarem definidas", contou o artista, que comentou que a obra, no momento, está no Museu de Stuttgart, na Alemanha, e depois irá para a Pinacoteca de Atenas. Botero é o artista colombiano mais importante dos últimos 50 anos.

Agencia Estado,

20 de fevereiro de 2006 | 14h35

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.