Feira de Paraty começa com tributo a Vinícius

A Feira Literária Internacional de Paraty (Flip) foi oficialmente aberta ontem à noite por sua principal organizadora, a editora inglesa Liz Calder. O público, que acompanhou a cerimônia na Praça da Matriz, não se interessou, porém, nem pelos passos de samba ensaiados pelo ministro da Cultura, Gilberto Gil, nem pela apresentação da cantora Adriana Calcanhotto: quem foi ovacionado foi Chico Buarque de Holanda, que participou da homenagem ao poeta Vinícius de Morais.Depois de se atrapalhar com os óculos, pois não enxergava suas anotações, Chico Buarque contou que conheceu Vinícius em 1953. "Ele freqüentava a minha casa e minha primeira música gravada foi de sua autoria", disse, antes de cantar Medo de Amar. Chico também leu três poemas do poeta carioca e deixou o palco para o encerramento, a cargo de Gil. O ministro da Cultura, que pretende gravar um disco de samba, lembrou que seu primeiro show no Rio teve a participação de Vinícius.A Feira Literária começa hoje com uma série de palestras de 25 escritores nacionais e estrangeiros. O encerramento ocorre no domingo à noite, com show de Tom Zé.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.