Feira celebra literatura afro-brasileira

O Centro Cultural José Bonifácio, no Rio, promove a partir desta terça-feira a quarta edição da Kilunge: Feira do Livro Afro-Brasileiro, com abertura às 14 horas. O centro é um órgão municipal responsável por preservar e divulgar a cultura negra. Este ano, a feira conta com a participação de grandes pesquisadores da cultura brasileira como Joel Rufino dos Santos, Muniz Sodré e o também compositor Nei Lopes, entre outros, que estarão autografando seus livros. Na programação, palestras, exibição de vídeos, "contação" de histórias e venda de livros com desconto aos visitantes. O evento vai até dia 10 de novembro.A feira Kilunge é parte das comemorações do Dia Nacional da Cultura, em 5 de novembro, e acontece desde 1997 no casarão histórico que abriga o centro cultural. "Foi uma idéia da equipe para divulgar a literatura afro-brasileira", explica o diretor Hilton Cobra. Kilunge é um termo do dialeto quimbundo que significa sapiência, busca pelo conhecimento. O nome foi escolhido como um símbolo do casamento da oralidade da cultura africana com o saber ocidental marcado pela escrita. Com uma média de 400 visitantes por dia, entre adultos e crianças, o evento vem se firmando no roteiro cultural da cidade.Nesta terça, Nei Lopes, que se define como "historiador malandro", estará autografando o seu livro Zé Keti - o samba sem senhor, recém lançado na série Perfil do Rio. Além dele, o historiador Joel Rufino dos Santos, autor de Quando Eu Voltei Tive Uma Surpresa, Salgado Maranhão, de Mural de Ventos, e Muniz Sodré, de A Lei Do Santo, estarão na noite de autógrafo que encerra o primeiro dia. A terça tem ainda uma "contação" de história, às 15 horas, e a exibição do making of do filme Cruz e Souza, Poeta do Desterro, de Sylvio Back.Dia 8, a partir das 14 horas, está prevista uma oficina de artesanato com a cooperativa Abayomi e, às 17 horas, a exibição do vídeo Atlântico Negro: Na Rota Dos Orixás, de Renato Barbieri. Fechando a noite, Paulo Lins, autor do livro Cidade de Deus, e Ferréz, de Capão Pecado, farão uma palestra com início às 19 horas.Na quinta-feira, os atores Emannuel Santos e Gabriel Bezerra encenam As Velhinhas, às 15 horas. Seguindo a programação, às 17 horas, exibe-se o vídeo Pierre Fatumbi Verger: Mensageiro Entre Dois Mundos, documentário de Lula Buarque de Holanda sobre o fotógrafo estudioso da cultura afro-brasileira. O escritor e pesquisador Muniz Sodré e a escritora Conceição Evaristo ministram palestra sobre Literatura e Identidade.O último dia foi dedicado às mulheres. Após o espetáculo de mímica de Jiddu Saldanha, às 15 horas, e o vídeo As Divas Negras Do Cinema Brasileiro, de Victória D. Santos e Adauto de Souza Santos, as escritoras Fernanda Carneiro, Lúcia Xavier, Josina Maria da Cunha, Jurema Werneck, Rosália Lemos e Conceição Evaristo são as convidadas da noite de autógrafo que encerra a feira.O Centro Cultural José Bonifácio é dedicado ao registro, pesquisa, divulgação e fomentação da cultura negra no Brasil. A idéia do diretor do centro é de transformar o espaço em uma fundação. "Sendo uma fundação, nós teríamos mais verba para atender à demanda de artistas plásticos, atores, diretores e escritores que pedem apoio aos seus projetos", explica Hilton Cobra. Ele espera levar a Feira Kilunge para a estação do Metrô do Largo da Carioca em 2001. Por lá transitam mais de 30 mil pessoas por dia.No próximo dia 17, o centro promove a festa da Cultura Negra, pelo Dia Nacional da Consciência Negra, com o musical de Nei Lopes O Rancho Da Sereia como destaque da programação, que conta ainda com exposição de fotos, artes pláticas e cerâmica.Kilunge: Feira Do Livro Afro-Brasileiro - Dias 7, 8, 9 e 10 de novembro com início às 14h, no Centro Cultural José Bonifácio, Rua Pedro Ernesto, 80, Gamboa. Tels. 233-7754 e 253-6255. Entrada Franca.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.