"Fausto" terá sua 1º encenação completa da história

Neste fim de semana, no pavilhão da Expo 2000 de Hannover, pela primeira vez na história das artes uma versão completa do poema dramático Fausto, de Johann Wolfgang von Goethe, uma maratona teatral que durará 21 horas.A peça será dirigida por Peter Stein, é tem sido definida como um dos projetos mais ambiciosos da história do teatro alemão, despertando grandes expectativas no mundo cultural germânico. Depois de uma primeira apresentação em duas jornadas com pausas neste fim de semana (hoje, sábado às 15h ás 22h e no domingo entre as 10h e a 1h de Segunda), estão previstas outras montagens divididas em várias jornadas tanto em Hannover como em outras cidades alemãs.Stein, segundo ele mesmo explica, tem sonhado toda sua vida com a encenação de Fausto completa. Ele já é considerado um diretor que trabalha com grande rigor filológico e que se prende tanto ao texto original como às indicações de direção de autor e da obra. Por isso, como Stein já havia advertido em declarações ao semanário Der Spiegel, não tem por que esperar grandes inovações hoje. "Não há nada muito original nesta montagem. Quem espera algo espetacular nesse sentido ficará decepcionado", declarou o diretor, que acrescentou, inclusiva, que acha que a crítica vai rechaçar seu trabalho. "Escreverão que me baseio só no texto e que sou um diretor sem fantasia e sem visão", disse provocativamente Stein, que assegura, ainda, que não quer "interpretar Fausto, mas somente o representar. As interpretações quem tem que fazer é o público".A história de Fausto é um dos grandes mitos da literatura universal, que foi abordado pelo dramaturgo isabelino Christopher Marlowe antes de que o fizesse Goethe. Conta sobre um sábio, o doutor Fausto que, decepcionado pela ciência e pelo conhecimento que não satisfazem seus ensejos, decide vender sua alma ao diabo, que na obra chama pelo nome de Mefistóles, ou Mefisto, em troca do domínio do universo. Uma vez fechado o diabólico negócio, Fausto se apaixona por Gretchen, e esse amor o leva a colocar em dúvida seu pacto com o demônio.Essa história, da qual também existem versões breves, como a que foi ao cinema em 1926 por Friedrich Murnau e, mais recentemente por Harold Ramis em Bedazzled (estréia no Brasil próximo semestre), foi desenrolada por Goethe numa extensa obra, na qual trabalhou durante 60 anos e de onde o papel de Mefisto era tão importante como o de Fausto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.