Fãs doam para ter cem clássicos de HQ em livro

Projeto que reunirá desenhistas de vários países servirá de catálogo para artistas e recompensará colaboradores

JOÃO FERNANDO, O Estado de S.Paulo

03 de agosto de 2013 | 02h19

Mais que superpoderes, os heróis dos gibis vão precisar da boa vontade e do dinheiro do público para tornar real o projeto Ícones dos Quadrinhos - O Livro, que aguarda doações no site de crowdfunding, financiamento coletivo, Catarse (www.catarse.me). A publicação reunirá cem personagens clássicos das HQs, como Lanterna Verde, Wolverine e Mickey Mouse, desenhados por cem artistas de diferentes países.

Quem colaborar recebe recompensas, como o livro em versão digital, uma edição de capa dura com autógrafos de autores dos desenhos e até um café da manhã com artistas internacionalmente reconhecidos na área, como o brasileiro Ivan Reis, responsável por traços de Liga da Justiça. Mas tudo depende da cota paga pelo internauta, cujo preço mínimo é de R$ 20. A meta de R$ 34 mil - até ontem contabilizavam-se R$ 24 mil -, precisa ser atingida até 20 de agosto. Para dar uma força, Mauricio de Sousa assina uma ilustração.

"O livro é um tributo àqueles que mantiveram os personagens vivos", defende Ivan Freitas da Costa, publicitário aficionado por quadrinhos que organizou o projeto e vai lançar, em novembro, o livro no Festival Internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte, evento no qual faz curadoria. "É tudo sem fins lucrativos", avisa.

Além dos 2,5 mil exemplares de capa dura em páginas coloridas e textos em português e inglês, o dinheiro arrecadado vai custear a vinda de desenhistas ao País para conhecer fãs. "Há muitos brasileiros que trabalham no mercado de quadrinhos dos EUA", revela Costa.

Parte da tiragem será distribuída lá fora. "Há uma convenção em Nova York em que vou levar o livro como cortesia e entregar para editoras, pois é um grande catálogo para os artistas. Há o depoimento e o contato deles. É uma oportunidade para quem não os conhece e também uma expectativa de trabalho", explica.

Para incluir personagens consagrados no projeto, Ivan Freitas da Costa teve apoio de grande empresas do setor de HQs, como a Marvel Comics. "A rigor, o livro infringiria os direitos autorais deles, mas há uma tolerância, um acordo de cavalheiros. Não é uma produção em massa. O livro poderia até dar lucro, porém, ninguém vai construir um império. Muitos artistas que participaram são exclusivos de editoras."

Costa, que planeja exposição com os desenhos para rodar o Brasil, tem usado as redes sociais para angariar novos doadores para o Ícones dos Quadrinhos. "A cada dia, publico uma imagem nova no Facebook, marco o artista e peço para ele divulgar. Tem gente dizendo que, assim que a fatura do cartão de crédito chegar, vai ajudar."

Ícones dos Quadrinhos - O Livro

Para colaborar, é preciso acessar o www.catarse.me

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.