Fãs celebram 76º aniversário de Elvis em Memphis

Admirador do Rei do Rock, chileno que ficou preso em mina, vai até Graceland durante festividades

Associated Press e BBC

08 de janeiro de 2011 | 17h27

Milhares de fãs de Elvis Presley, incluindo o mineiro chileno Edison Pena (foto), foram a Graceland - a casa de astro - para cantar parabéns no 76º aniversário do ícone do rock´n´roll. Pena, um dos 33 trabalhadores presos durante 69 dias em uma mina chilena, irá no domingo 9, ao lugar onde nasceu o Rei do Rock´n´Roll, durante as celebrações do 76º aniversário do cantor em Tupelo.

 

A visita de Pena à casa de infância de Elvis a oeste de Tupelo está entre as atrações das festividades que acontecem neste sábado, 8, em Graceland (Memphis, Tenessi) disse Dick Guyton, diretor executivo da Fundação Comemorativa de Elvis Presley ao jornal Northeast Mississippi Daily.

Logo após o resgate, ele contou que a música do Rei do Rock o ajudou a sobreviver e a manter o ânimo de seus companheiros durante o período que passou na mina San José, a 700 metros de profundidade.

Sua música foi uma mensagem para mim de que eu poderia sair dali", disse Peña.

 

"Estávamos vivendo em meio à morte, que podia chegar a qualquer momento."

Presley nasceu em Tupelo em 8 de janeiro de 1935 e se mudou para Memphis quando tinha 13 anos. O cantor e ator morreu em Graceland em 16 de agosto de 1977, e está enterrado em um pequeno jardim da propriedade.

 

Os fãs do artista comerão torta de aniversário e ponche neste sábado no museu que comemora o lugar de nascimento do cantor em Tupelo, acrescentou Guyton.

 

Peña visitou na sexta-feira, 7, a mansão de Elvis em Graceland, onde sacudiu levemente as cadeiras em um dos quartos e interpretou músicas do cantor. O mineiro disse que estava vivendo um sonho ao ir até a residência do Rei do Rock'n'Roll, um santuário para seus seguidores em todo o mundo.

 

Las Vegas. Quando a imprensa chilena divulgou que Peña era fã de Elvis, a empresa que administra sua casa – conhecida como Graceland – convidou o mineiro para visitá-la.

 

Durante sua estada nos EUA, o chileno também visitará o Museu do Rock’n’Soul em Memphis e assistirá ao show ‘Viva Elvis’, do Cirque du Soleil, em Las Vegas.

 

Essa não é a primeira vez que Peña visita os Estados Unidos desde que foi libertado. Em novembro, ele participou da maratona de Nova York, já que durante os 70 dias debaixo da terra, ele corria diariamente para se manter em forma.

 

Texto alterado às 19h26 para acréscimo de informações

Tudo o que sabemos sobre:
Elvis PresleyEdison PenaGraceland

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.