Farsa do "Domingo Legal" custou R$ 3 mil

Seu nome é Wagner Faustino da Silva. Ele tem 25 anos. Já foi acusado de roubo e tráfico de drogas na zona oeste de São Paulo. É ele, segundo a polícia, o homem que se apresentou como Alfa, integrante do Primeiro Comando da Capital (PCC) no programa Domingo Legal, do apresentador Gugu Liberato. A entrevista foi exibida pelo SBT em 7 de setembro.O Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (Deic) teve ontem outra certeza: Alfa e seu colega Beta foram entrevistados no sábado e fizeram várias ameaças. Eles nunca pertenceram ao PCC, apesar do passado de Silva, o Alfa. Os dois foram contratados pelo produtor de pegadinhas Amilton Tadeu dos Santos, o Barney. Ao todo, a produção do programa de Gugu entregou R$ 3 mil a Santos. O Deic sabe que Barney tinha conhecimento de que os homens entrevistados não eram do PCC. O que a polícia não confirmou ainda é se alguém acima de Barney sabia da farsa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.