Farhady e seu primeiro Urso, por Elly

Lilo & Stitch

LUIZ CARLOS MERTEN, O Estado de S.Paulo

20 Julho 2012 | 03h13

16H10 NA GLOBO

(Lilo & Stitch). EUA, 2002. Direção de Chris Sanders e Dean Deblois.

Havaiana solitária liga-se ao alienígena mais malcomportado da galáxia e o trata como animalzinho de estimação, embora Stitch seja um criminoso procurado em seu mundo. A mensagem dessa animação - todo mundo merece uma chance; só o amor constrói. Lilo, a garota, é gracinha, mas o ET rouba a cena - e serviu de inspiração para o cuspidor de fogo de Como Treinar Seu Dragão, que, no fundo, também era um doce. Reprise, colorido, 105 min.

Atravessando a Ponte - O Som de Istambul

22 H NA CULTURA

(Crossing the Bridge: The Sound of Istanbul). Alemanha-Turquia, 2005. Direção de Fatih Akin.

A emissora reprisa o longa do turco/alemão Fatih, em que ele volta à terra de seus ancestrais para registrar a cena musical de Istambul. Bom de ver, melhor ainda de ouvir. Reprise, colorido, 90 min.

Lost Zweig

22H30 NA TV BRASIL

(Lost Zweig). Brasil, 2003. Direção de Sylvio Back, com Rüdiger Vogler, Ruth Rieser, Renato Borghi, Daniel Dantas, Ney Piacentini, Claudia Netto, Juan Alba, Odilon Wagner, Kiko Mascarenhas, Denise Weinberg, Waldir Onofre.

Baseado no livro de Alberto Dines, o diretor Back reconstitui a experiência brasileira do escritor Stefan Zweig. Judeu, ele veio para o País fugindo do nazismo. Convenceu-se de que estava na terra do futuro, mas, qual serpente no paraíso, o choque com o integralismo - que Back já discutira em Aleluia, Gretchen - foi o que talvez o tenha levado ao suicídio, com a mulher, no carnaval de 1942, em Petrópolis, Estado do Rio. Back, a quem Glauber Rocha chamava de 'cacique do Sul', é um dos grandes do cinema brasileiro, embora o fato de ser fora do eixo (Rio/São Paulo) sempre o tenha marginalizado (um pouco, pelo menos). O filme, que reconstitui a última semana do casal, ganhou vários prêmios no CineCeará e nos festivais de Brasília e Cuiabá. O ator alemão Rüdiger Vogler projetou-se nos filmes de Wim Wenders. Reprise, colorido, 113 min

Garotas S.A

22H45 NO SBT

(The Clique). EUA, 2008. Direção de Michael Lembeck, com Elizabeth MClaughlin, Ellen Marlow, Samantha Boscarino, Sophie Anna.

Garota fútil - e rica - gosta de esnobar a pobretona que seus pais estão hospedando. A 'outra' bola uma estratégia para sobreviver ao achincalhe da ricaça. Uma espécie de variação de Meninas Malvadas, sem grandes atrativos de direção nem elenco. Reprise, colorido, 100 min.

Maestro Jorge Antunes -

Polêmica e Modernidade

0 H NA CULTURA

Brasil, 2005. Direção de Carlos Del Pino.

O próprio maestro Jorge Antunes reflete sobre sua trajetória e a fase de resistência ao regime militar, quando ele criou o Hino Nacional Alternativo, que levou às ruas, desafiando o regime autoritário. O título indica que o diretor tenta dar conta não apenas do cidadão polêmico, mas do artista à frente do seu tempo. Reprise, colorido, 55 min.

TV PAGA

Onde Começa o Inferno

16H05 NO TCM

(Rio Bravo). EUA, 1959. Direção de Howard Hawks, com John Wayne, Dean Martin, Ricky Nelson, Angie Dickinson, Walter Brennan, Ward Bond, John Russell, Claude Akins.

Um dos grandes westerns do cinema - e um marco do diretor Hawks, que fez depois duas variações sobre o mesmo tema, Eldorado e Rio Lobo. Se o Gary Cooper de Matar ou Morrer, de Fred Zinnemann, busca ajuda e não consegue, o xerife John Wayne forma um grupo precário - um bêbado, um velho manco, um jovem inexperiente - para defender delegacia sitiada por quadrilha que quer resgatar um de seus integrantes, que foi preso. Para complicar, Angie Dickinson, como a garota de saloon (e com o sugestivo nome de Feathers, Plumas), está a postos, aumentando os perigos do homem. Hawks faz aqui o que gosta - o elogio do profissionalismo. Reprise, colorido, 141 min.

Procurando Elly

16H05 NO TELECINE CULT

(Darbareye Elly). Irã, 2009. Direção de Asghar Farhadi, com Taraneh Alidousti, Golshifteh Farahani, Mani Haghighi. Antes de ganhar o Urso de Ouro e o Oscar por A Separação, o diretor iraniano Farhadi já havia recebido outro Urso, de Prata, por esse drama sobre grupo que se reúne numa casa de praia e a Elly do título some. O que houve com ela? Morreu? Denso, complexo, subversivo, o filme mostra um retrato da juventude intelectualizada no país dos aiatolás como você nunca viu antes. Reprise, colorido, 119 min.

O Maior Amor do Mundo

0H30 NO CANAL BRASIL

Brasil, 2007. Direção de Cacá Diegues, com José Wilker, Marco Ricca, Taís Araújo, Léa Garcia, Sílvio Guindane.

Astrofísico que vive no exterior volta ao Brasil para receber homenagem. Ele está morrendo e aproveita para tentar resolver o enigma de sua vida, procurando a mãe biológica, pois é adotado. Com pouco mais de 200 mil espectadores, o filme não fez nem de longe o sucesso que o diretor talvez sonhasse. Você pode conferir o que o público perdeu - é um dos mais belos filmes de Cacá. Reprise, colorido, 106 min.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.