"Fantástico" mostra especial de aniversário

O Fantástico comemora 1.500edições neste domingo, ou quase 29 anos ininterruptos no ar - a dataredonda é em agosto. A festa reuniu os atuais apresentadores(Zeca Camargo e Glória Maria) e os que já passaram pelo programa, como Cid Moreira, Sérgio Chapelin, Valéria Monteiro e DorisGiesse. Cantores que lançaram sucessos no programa (quando osclipes de domingo determinavam as vendas de disco dasegunda-feira) fizeram duetos inéditos: Roberto Frejat e NeyMatogrosso, Alcione e Alexandre Pires, Martinho da Vila e ZéliaDuncan, Jota Quest e Sandra de Sá, Wanessa Camargo e ElbaRamalho, além de Raimundo e Zé Ramalho. "Nosso lema é mudança ou morte", brinca o chefe deredação, Geneton Moraes Neto, que, entre idas e vindas, está noFantástico há dez anos. "Não conheço outro programa, mesmofora do Brasil, com esse formato, reunindo notícia, humor,dramaturgia, esporte e besteirol. Esse é o segredo de seusucesso, pois somos obrigados a interessar a todo tipo depúblico, mudando a cada programa, sem sair da fórmula." Zeca Camargo acrescenta que toda edição é experimental."Como não nos repetimos, nunca sabemos de antemão o quefunciona ou não", diz. Ele tinha 10 anos quando o"Fantástico" estreou e não se lembra de ter visto o programanúmero 1, mas enumera o que mais o impressionou. "Teve umaentrevista com a doutora Aslan, uma romena pioneira da geriatria, outra sobre criogenia, pessoas que se congelavam para acordardécadas mais tarde, plantas que falavam..." Houve também entrevistas com grandes estrelas comoRobert de Niro, Madonna, o diretor inglês Alfred Hicthcock, queserão reprisadas. De novidade, tem o veterano galã Paul Newmanfalando sobre seu novo filme, Road to Perdition.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.