Fantástico abre o ano com um pacotão de estréias

Acredite se quiser, mas o velho jargão é tema de uma das novidades que o Fantástico estréia amanhã, a partir das 20h30. Sem contar com o príncipe das trevas (o Mister M), com os apontamentos de Padre Quevedo ou até com a "fabulosa" Cápsula do Tempo para destrinchar suas inconfundíveis narrações, Cid Moreira vai descrever façanhas, recordes malucos e histórias absurdas durante o quadro Acredite Se Quiser. No entanto, este não será o abre-alas do programa. Quem entra no ar primeiro é um episódio de uma série comprada da emissora inglesa BBC, No Tempo dos Dinossauros, a ser apresentada por Herson Capri. Através da computação gráfica, ela recria a vida por aqui há cerca de 160 milhões de anos atrás, na era em que os tiranossauros e demais membros da família Sauro comandavam o planeta. Entre as boas novas da revista semanal da Globo, o entretenimento só não dá lugar à informação em A Hora do Alçapão, quando Mauro Rasi faz uma de suas críticas bem-humoradas sobre algum fato importante da semana. Em 2001, em vez de fechar o domingão com As últimas do Fantástico, Glória Maria e Pedro Bial anestesiam o público com Os Últimos Paraísos da Terra, um quadro com matérias de turismo. Lugares bonitos e exóticos. Um colírio para preparar os olhos para a segundona que vem chegando.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.