Fantasias de carnaval expostas no Rio

Antes mesmo da chegada do Rei Momo, o carnaval já está dando seus ares para aqueles que andam de metrô diariamente. Desde ontem, 21 fantasias de luxo estão expostas em três estações - Cardeal Arcoverde (Copacabana), Carioca e Estácio - para que o público possa apreciar de perto os brilhos que, em geral, só vê pela televisão. Todas as fantasias são premiadas nos mais importantes concursos de trajes de luxo do Rio de Janeiro, São Paulo e Florianópolis.A exposição Estação Carnaval - Mostra de Fantasias Premiadas, que acontecerá até o dia 3 de março, foi organizada por Arnaldo Montel. Há três anos, ele produziu uma mostra como essa no Museu de Belas Artes e que, segundo ele, fez um grande sucesso. "Agora alcançaremos um público maior. O povo vai ter oportunidade de ver de perto estes trajes que, em geral, só vê pela televisão porque os ingressos dos clubes onde acontecem os desfiles são caros", diz.O eletricista Ascenção Moreira de Souza, de 70 anos, passava pela estação Carioca quando ia para o trabalho e decidiu dar uma paradinha para dar uma olhada na exposição. "São todas muito bonitas. O interessante é que elas evoluíram da década de 60 para cá, estão maiores", comentou Souza.O eletricista ficou particularmente impressionado com a fantasia "O rei da rua", com a qual Júlio Machado desfilou no ano passado. Em preto e vermelho e cheio de pedras brilhantes, o traje tem um enfeite que dá um toque especial. "A Pinah, que é muito minha amiga, me deu uma comenda, que eu apliquei no peito da roupa. E este ano, a Elke Maravilha me deu uma cruz", contou. "Acho que este tipo de exposição é importante, pois é quase como uma aula de história da arte", completou. Entre as peças da mostra está "O esquimó", criada e vestida por Paulo Robert e a campeã da categoria luxo no concurso do Hotel Glória do ano passado. Joãozinho Trinta e Guilherme Guimarães também têm trabalhos seus que podem ser apreciados na exposição.

Agencia Estado,

19 de fevereiro de 2001 | 18h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.