Família pede, e Clark fica fora de Dercy

Foi para aproveitar as grandes histórias de reencontros inspiradas pelas festas de fim de ano que a produtora Cinevideo e o canal GNT botaram Astrid Fontenelle para trabalhar nessa véspera de Natal.

O Estado de S.Paulo

23 de dezembro de 2011 | 03h08

Com os aeroportos lotados, Astrid começou a gravar a 3ª temporada do Chegadas e Partidas, eleito o melhor programa do ano pela APCA, Associação Paulista de Críticos de Artes.

Quem acha que viu Moacyr Franco na garupa de uma moto, trajando terno e gravata, na noite de segunda-feira, na Raposo Tavares, não se enganou. Era ele mesmo.

Morador de Cotia, Moacyr seguia para a formatura do filho João Vitor, em São Paulo, com motorista particular, quando um grave acidente o impediu de fazer o retorno necessário para pegar a pista contrária. Não hesitou: dispensou o motorista, atravessou o canteiro central e se pôs a pedir carona do outro lado. Foi socorrido por um motoboy.

Marília Gabriela merece pausa para descanso, e suas entrevistas sempre valem repeteco. Daí a decisão do SBT em reprisar o Marília Gabriela Entrevista até 11 de janeiro. Começa neste domingo, com José Luiz Datena.

Repaginados, os Bananas de Pijamas, há anos longe da tela brasileira, voltam a ser vistos por aqui via Discovery Kids, com estreia anunciada para a próxima sexta-feira, às 9h30. A nova versão investe na animação computadorizada e traz novos personagens.

Um adendo sobre o Discovery Kids: se em qualquer canal um novo ano sempre prescinde o anúncio de grandes mudanças, o canal infantil navega na contramão. Como a plateia infantil odeia perder seu programa favorito de vista, novidades só são apresentadas uma de cada vez e de modo a não afetar muito os hábitos da programação.

Intérprete de tipos memoráveis, todos abençoados por Dirceu Borboleta (O Bem Amado), Emiliano Queiroz fala a Nathalia Siqueira, do programa Reviva (canal Viva, 2ª feira, 21h15), sobre Barriga de Aluguel, novela onde foi Dr. Barroso, em reprise pelo mesmo Viva.

"Erros não se justificam. Se assumem. E deles se extraem as melhores lições."João Dória Jr., via Twitter, que acaba de encerrar O Aprendiz de menor ibope na Record

Entre os personagens reais representados na minissérie Dercy de Verdade, há quem tenha sido excluído de cena a pedido da família. À repórter Alline Dauroiz, deste Estado, a autora da série, Maria Adelaide Amaral, relatou que o clã de Walter Clark lhe pediu que o ex-diretor-geral da TV Globo, morto em 1991, não fosse representado. Clark, parceiro de Boni na construção do aclamado padrão de qualidade, foi quem demitiu Dercy Gonçalves da Globo, justamente sob o pretexto de que a desbocada comediante não cabia no estilo desejado. Segundo Adelaide, a Globo exige que todas as pessoas reais mortas representadas na tela tenham aval de todos os seus herdeiros diretos.

Amado Emiliano

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.