Família leiloa obra de Michelangelo

Devido à crise econômica que tem atingido a população argentina, uma secular família de Buenos Aires informou hoje que irá leiloar pela internet uma estátua de São João Batista esculpida pelo renascentista Michelangelo (1475-1564). A obra, por anos considerada perdida, chegou ao país latino-americano em 1741, trazida por um antepassado dos atuais proprietários. Segundo a Universidade Autônoma de Barcelona e o especialista Angel Osvaldo Nessi, recentemente falecido, a peça, cujo nome é Giovannino Perduto ou São João Batista Criança, é verdadeira. Não se sabe qual será o valor inicial do leilão, no entanto, fala-se em milhões de dólares. Os proprietários, que não quiseram se identificar, disseram fazer gosto de que um museu arrebate a relíquia. Histórico - A estátua chegou à Argentina em 1741, trazida por um antepassado dos atuais proprietários. Desde então a obra, mantida pela família, tem passado de mão em mão, de geração em geração. Por um período a família pensou que a peça fora esculpida por Donatello. Depois descobriram que o autor era Michelangelo, que a realizou em 1495, a pedido do Duque Lorenzo de Medici. O escultor italiano tinha então 20 anos. Em 1999, O Cúpido Adormecido, outra das peças perdidas de Michelangelo, foi descoberto no jardim de um hotel em Manhattan, Nova York. Por isso, o Giovannino Perduto é a única peça do pai de David que está em posse de particulares.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.