Família é abalada pela perda do pai em 'A Árvore'

A paisagem idílica do imenso planalto australiano serve como pano de fundo para o belo "A Árvore", que estreia hoje. Numa casa construída embaixo de uma enorme figueira, vive um casal com seus três filhos. O longa começa com uma belo take da casa sendo literalmente transportada em cima de uma carreta, até ser instalada embaixo da árvore. A vida da família O''Neil é pacata e feliz até que o pai morre após sofrer um ataque no coração. A fatalidade devasta os O''Neil. A mãe, Dawn, interpretada por Charlotte Gainsbourg, entra em depressão e desestabiliza toda a casa. Os filhos já não sabem mais o que fazer enquanto a mãe passa os dias chorando.

AE, Agência Estado

07 de janeiro de 2011 | 10h33

O filme que, a princípio, poderia levar o espectador a achar que se trata de um dramalhão denso e melancólico, passa a ganhar contornos mais leves e palatáveis quando a filha Simone (papel muito bem interpretado pela jovem Morgana Davies), de apenas 8 anos, com sua maturidade e alegria, passa a acreditar que o espírito do pai incorporou na grande figueira. Aos poucos, a mãe começa a retomar a vida, arruma um emprego (até então ela não trabalhava) e, quem sabe, também encontrar um novo amor.

Como um fantasma, no entanto, a árvore parece assombrar a família. Galhos que se desprendem e destroem partes da casa, e as raízes que cresceram demais e passam a prejudicar as tubulações de esgoto e água são apenas alguns dos problemas causados pela árvore. Nada disso parece incomodar a garota e, posteriormente, a mãe, que embarca na fantasia da filha. Simone acha que pode ouvir a voz do pai saindo da figueira.

A imensa árvore funciona no longa como uma metáfora daquilo que a família perdeu e não conseguiu esquecer. A figueira já está morta e deve ser cortada, pois há o risco de cair em cima da casa e matar todos. O pai já morreu, mas para eles não está sendo fácil superar essa perda. O longa é carregado de emoção, sem ser piegas. O ritmo da narrativa pode cansar alguns espectadores, já que é lento e demora a dizer a que veio o filme. "A Árvore" é dirigido por Julie Bertucelli (de "Desde que Otar Partiu"), baseado no livro "Our Father Who Art in the Tree", de Judy Pascoe. As informações são do Jornal da Tarde.

Tudo o que sabemos sobre:
cinemaA ÁrvoreCharlotte Gainsbourg

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.