Falsas obras de Salvador Dalí são apreendidas na Espanha

Francês foi preso depois que foi pego carregando 81 obras do pintor; 12 delas podem ser autênticas

AP,

22 de janeiro de 2009 | 15h09

Dezenas de obras falsas atribuídas ao pintor catalão Salvador Dalí foram confiscadas pela polícia espanhola antes de serem postas à venda na cidade meridional de Estepona. O anúncio foi feito pela polícia, nesta quinta-feira. Um comunicado dos policiais informou que foram confiscados 81 trabalhos, dos quais 12 poderiam ser autênticos porque figuram em uma lista da Interpol de obras roubadas na Bélgica, na França e nos Estados Unidos. Segundo o comunicado, foi preso um francês que transportava as obras desde a França para vendê-las. Não foi divulgada a identidade do suspeito. Entre as obras havia esculturas, litografias, gravuras, um faqueiro e peças têxteis. A polícia afirmou que uma das peças, uma falsa escultura de um elefante de três metros, seria vendida por 1,2 milhão de euros (US$ 1,5 milhão).

Tudo o que sabemos sobre:
artepinturaSalvador Dalí

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.