Falsa gravidez de Luma divide opiniões na Mocidade

A revelação de queLuma de Oliveira fingiu que estava grávida para não ter de sair como madrinha da bateria da Mocidade Independente de PadreMiguel revoltou integrantes da escola. Luma alegou que mentiu por amor ao marido, o empresário Eike Batista, que, por ciúme,não queria que ela desfilasse. A modelo, que faria sua estréia à frente dos ritmistas da Mocidade este ano, anunciou poucos dias antes do carnaval que estavano início de uma gestação de risco, e que, por isso, não poderia sambar na avenida. A desculpa foi bolada por Eike, comoforma de impedí-la de desfilar, segundo ela. ?Foi uma tentativa desesperada de salvar meu casamento". As declarações foram dadas numa entrevista ao jornal O Globo publicada hoje.A história foi confirmada por Mem de Oliveira, irmão e assessor de Luma, que disse que ela não daria entrevista. Ele confirmouque foi Eike quem informou ao presidente da Mocidade, José Roberto Tenório, que o médico havia recomendado a Lumarepouso absoluto, por causa da suposta gravidez. A modelo pretendia ter outro filho com o marido depois que eles superassem acrise conjugal.Revolta ? O carnavalesco Chico Spinosa ficou revoltado quando soube da farsa. ?Essa história é uma imundície. Ela deve tratarde seus assuntos pessoais e não envolver a comunidade nisso?, criticou. ?Gravidez é um assunto muito sério e não pode sertratado dessa forma. Eu preferia que ela dissesse: ?Não vou sair porque meu marido não deixa.? Eu prefiro as pessoasverdadeiras.? A diretora artística da escola, Vânia Reis, se disse ?chocada? e ?decepcionada?. ?Acreditamos na gravidez, tanto queos integrantes da bateria desfilaram com uma coleira com o nome dela, para homenageá-la. O presidente (Tenório) foi à casa deles e conversou com os dois?, contou Vânia. ?Não esperávamos isso dela.? Até o fim da tardede ontem, a diretoria não havia conseguido localizar Luma para conversar sobre o assunto.O presidente da Mocidade não quis entrar na polêmica. ?Não fiquei chateado e os ritmistas também não ficaram. Foi umadecisão dela?, afirmou Tenório. O posto de madrinha continua à disposição de Luma, segundo ele. Luma resolveu pedir a separação ainda antes do carnaval. O advogado Michel Assef já entrou com a ação de separação decorpos. Mem de Oliveira disse que, apesar de separado, o casal ainda vive na mesma casa, no Jardim Botânico, zona sul do Rio,com os dois filhos, Thor, de 11 anos, e Olin, de 7.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.