Fafy Siqueira estreia 'stand-up de luxo' em São Paulo

A todos que perguntam se seu novo espetáculo é uma peça, a atriz Fafy Siqueira responde, na lata: "Não. Afinal, estou o tempo todo sozinha e de pé no palco". Então, é um stand-up? "Não também. Afinal, utilizo vários figurinos e apresento ao público vários personagens", diz a humorista, que cunhou uma definição bem pessoal para o seu novo trabalho no teatro. "É um stand-up de luxo".

AE, Agência Estado

10 de novembro de 2010 | 11h02

Aos 56 anos, é assim que ela identifica o show que estreia hoje na cidade, batizado de "DoReMiFaFy", pela primeira vez em São Paulo e que fica em cartaz até 15 de dezembro, no Teatro Brigadeiro. Segundo ela, o nome do espetáculo foi escolhido pelo diretor da peça, Chico Anysio. "Ele teve a ideia de juntar todos os meus personagens mais conhecidos para compor uma espécie de pot-pourri da comédia", conta Fafy. Ela diz que Chico é muito interativo e que sempre tem ideias excelentes para propor. "Ele é um gênio do humor. Um homem cheio de boas ideias", declara.

Além dos personagens já consagrados como Gardênia Alves, da Escolinha do Professor Raimundo, A Portuguesa, de A Praça é Nossa, e Roberto Carlos Siqueira, do Zorra Total, ela traz para esse show figuras menos conhecidas, como Diamantino Correia, um cantor que é ex-calouro do Chacrinha, e imitações hilárias, como as que faz de gente como Xuxa, Alcione, Elba Ramalho e Jerry Adriane. Para dar vida a todos esses personagens, Fafy se troca no palco, diante do público, que gosta dessa interatividade de cena. "São mais de seis figurinos exuberantes. Tenho uma vedete, uma Dercy Gonçalves dentro de mim".

Além dos personagens mais conhecidos, Fafy vai colocar em prática o talento que adora exibir: cantar. Pouca gente sabe, mas ela começou a carreira artística como cantora e compositora. Para a atriz, "DoReMiFaFy" é também um musical. "Tenho contato com a música desde pequena. Estudo meus personagens por meio da melodia das frases que eles dizem, do tom de uma fala. É uma verdadeira loucura!".

Nos quadros do espetáculo que são totalmente independentes, serão apresentadas músicas inéditas, feitas especialmente para esse show pela compositora Sarah Benchimol em parceria com a própria Fafy. "São arranjos musicais que dão vida a paródias super engraçadas. Quem for assistir verá e ouvirá canções de qualidade. Sou muito chata e exigente". No palco, Fafy não contará com músicos, mas com uma gravação de playback. "Contratei músicos maravilhosos, porque sempre coloco a qualidade em primeiro lugar", diz. Entre os músicos que participaram da gravação estão o maestro Aécio Flávio Rêgo e instrumentistas que já tocaram com cantoras como Sandra de Sá, Joana e outros. As informações são do Jornal da Tarde.

DoReMiFaFy - De hoje a 15 de dezembro. Todas as quartas-feiras, às 21h. Teatro Brigadeiro (Av. Brig. Luiz Antonio, 884, Bela Vista). Tel. (011) 3107-5774. Entrada: R$ 40.

Tudo o que sabemos sobre:
teatrostand-upFafy Siqueira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.