Fado é patrimônio da humanidade

O fado, estilo musical que melhor define o fatalismo portugués, foi incorporado ontem pela Unesco à lista representativa do patrimônio cultural imaterial da humanidade. O gênero nasceu nos bairros populares de Lisboa e, difundido pelo rádio, se espalhou por todo o território português, tonando clássica a formação do (a) solista acompanhado (a) por uma guitarra portuguesa e uma guitarra acústica. Os representantes da candidatura justificaram sua importância com o argumento de que se trata de uma manifestação de identidade cultural que permite a interação criativa com outras tradicões musicais de caráter universal. / EFE

O Estado de S.Paulo

28 de novembro de 2011 | 03h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.