Fábio Jr. volta com show 'Minhas Canções' a São Paulo

Com a bagagem recheada de sucessos e releituras, a turnê ''Minhas Canções'', de Fábio Jr., faz uma nova parada em São Paulo. Depois de realizar mais de 50 shows pelo Brasil, o cantor romântico apresenta sua segunda temporada para o público paulista hoje, amanhã e domingo, no Credicard Hall. A base dos espetáculos é o disco mais recente de Fábio, ''Minhas Canções'', feito apenas com regravações de sucessos escolhidos pelo cantor. Entre as músicas que ficaram conhecidas nas vozes de outros artistas, estão: Epitáfio (Titãs), Sangrando (Gonzaquinha), Se Eu Não Te Amasse Tanto Assim (Ivete Sangalo) e Quem De Nós Dois (Ana Carolina). ?Foi o trabalho mais difícil da minha carreira. Chegou um momento que eu tinha 60 músicas e não conseguia tirar nenhuma?, confessou ele em entrevista realizada no lançamento da turnê. A idéia deu tão certo que um dos hits renovados na voz de Fábio, Anjo (Roupa Nova), entrou para a trilha sonora da novela Sete Pecados. Apesar disso, o cantor não pensa em seguir relançando as músicas dos outros. Para ele, o CD foi sua maneira de arriscar. ?Eu queria fazer um disco assim. Não acho que seja uma tendência regravar músicas. O Caetano lançou um disco de rock e o Brasil tem um público que pode absorver diferentes tipos de música. O que falta no País é coragem de lançar novos artistas, tanto das rádios como das gravadoras?, declarou na mesma oportunidade. Quem torce o nariz para a nova fase do galã musical não precisa se preocupar, pois as apresentações garantem o espaço para suas composições consagradas de sua carreira, como Senta Aqui, Quando Gira o Mundo, Felicidade, Caça e Caçador. Pai, considerada uma das canções mais emocionantes da trajetória de Fábio Jr., também faz parte do roteiro. As informações são do Jornal da Tarde Fábio Jr. Credicard Hall. Av. Nações Unidas, 17.955 - Santo Amaro. Hoje e amanhã, às 22h; e domingo, às 20h. Telefone: (011) 6846-6010. Preço: R$ 90 a R$ 150.

AE, Agencia Estado

05 Outubro 2007 | 13h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.