Faap expõe evoluções do artesanato japonês

Em texto de abertura da exposição Kôguei - Artesanato Contemporâneo no Japão, que abre ao público no dia 5, no Salão Cultural da Faap, Masami Shiraishi, curador-chefe do Museu Nacional de Arte Moderna de Tóquio, conta como o artesanato japonês, uma das formas de arte mais antigas daquele país, sofreu, neste século, influências da cultura e dos sistemas sociais ocidentais, dando lugar a artistas "que procuraram expressar em seu próprio temperamento artístico pelo seu trabalho".O resultado dessa abertura, analisa Shiraishi, foi a adaptação de tendências vindas da Europa e dos Estados Unidos - como a art déco e o construtivismo - aos valores artísticos tradicionais japoneses. As 64 obras expostas na Faap são uma pequena fração da diversidade artística decorrente dessa integração de estilos. Mas a seleção do curador japonês oferece um belo painel para a compreensão da história dessa forma de arte do Japão.A mostra será dividida em seis módulos: Ostentação (uso de cores luxuosas, ouro e prata), Refinado Despojamento (expressão natural dos materiais), Presença Formal (formas fortes e cores), Detalhes Expressivos (acabamento elaborado), Sugestão (a beleza da desigualdade) e Flores e Pássaros.Cada segmento da exposição traz obras significativas de períodos históricos da arte japonesa. Em Ostentação, serão mostradas peças com aplicação de ouro e prata, produzidas com técnicas variadas como a aplicação de folhas, a aspersão de pó e a inclusão de linhas. O módulo Refinado Despojamento contrasta com o anterior, na medida em que valoriza a simplicidade, criando um clima de tranqüilidade por meio de obras em cerâmica, madeira e objetos em charão.A força da influência ocidental na arte japonesa poderá ser vista em Presença Formal. Segundo Shiraisgi, foi no período que se estendeu do fim da era Taisho ao início da Showa (1920-1930) que ocorreu um desenvolvimento significativo do artesanato japonês. "Em particular, a influência de aspectos como a art déco e o construtivismo levaram à criação de um grande número de obras compreendendo combinações de linhas retas círculos, etc.", escreveu o curador.A importação de influências artísticas não impediu, porém, que o artesanato contemporâneo japonês mantivesse suas características tradicionais, mantendo-se coeso apesar do desenvolvimento ramificado. No segmento Flores e Pássaros, as obras apresentam uma prática comum em épocas distantes, como ornamentar obras com temas florais e com desenhos de pássaros, fato comum ainda em países vizinhos como a China.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.