Imagem Luis Fernando Verissimo
Colunista
Luis Fernando Verissimo
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Ezequiel

O profeta Daniel inventou uma estranha forma de profecia, a profecia depois do fato

Luis Fernando Verissimo, O Estado de S. Paulo

26 de julho de 2020 | 03h00

Ouvi, judeus da Babilônia. Sou Ezequiel, vosso profeta, e vim consolar-vos no vosso exílio. Sim, Ezequiel, profeta de todo os exilados do mundo. Como vocês, também sou um desterrado na minha própria casa. Pela frente da minha casa passa o Rio Quebar, mas o Rio Quebar não nos traz consolo. O Rio Quebar traz os dejetos da Babilônia. O Rio Quebar traz os maus cheiros da Babilônia. Ah, como está longe Jerusalém.

*

Vocês me conhecem, judeus da Babilônia. Sou profeta profissional há muitos anos, e ainda não errei uma profecia. O profeta Daniel diz que acerta mais do que eu, mas o profeta Daniel inventou uma estranha forma de profecia, a profecia depois do fato. Mas nada contra o profeta Daniel, ele também sonha com o fim do nosso exílio e é um bom papo, quando nos reunimos, usando máscaras, para suspirar por Jerusalém. Daniel nunca previu nada como o profeta João com o seu Apocalipse, que até agora não aconteceu, mas ele diz que será espetacular. Vocês sabiam que eu e o Daniel somos os únicos personagens que podem ser chamados de filhos de Deus, na Bíblia? Estamos bem de parentes, ou o quê?

*

Quanto tempo durará essa insólita situação, estar na Babilônia sem estar na Babilônia, estar na Babilônia sem poder sair de casa a não ser mascarados, estar na Babilônia e sonhar com Jerusalém? Não sei. Não tenho bola de cristal, apesar do que dizem meus críticos. Decidi abrir uma escola para profetas. Apareceram vários alunos com supostas vocações para profetas, mas todos com a intenção de fazer carreira como meteorologistas depois da formatura, mostrando uma lamentável ignorância da dignidade da profissão. Como se para ser profeta bastasse a barba comprida!

*

Não nos desesperemos, judeus da Babilônia. Façam as malas. Sairemos em caravana do nosso exílio doméstico, e eu irei à vossa frente. O Daniel me avisa que talvez não seja prudente viajar agora. Ele teve uma visão de gafanhotos atacando a caravana. Milhares de gafanhotos. Protestei. Praga de gafanhotos era uma coisa antiga. Não se usava mais. Vamos em frente! Está longe, Jerusalém.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Jerusalémbíblia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.