Exposições saem de cartaz domingo

Auguste Rodin, que passou uma temporada pelo País, já está de malas prontas para retornar à sua casa. No mesmo dia do embarque de Rodin, muitas bagagens estranhas, que mais se parecem com sarcófagos, também serão despachadas. É bom os paulistanos correrem, pois este é o último fim de semana para prestigiar as exposições Rodin - A Porta do Inferno, na Pinacoteca do Estado, e Egito Faraônico - Terra dos Deuses, no Masp. A mostra do escultor francês Auguste Rodin já atraiu mais de 270 mil visitantes com a obra A Porta do Inferno, que nunca havia saído de Paris. Da peça saíram algumas das obras mais importantes de Rodin, como O Beijo, O Pensador, Adão, Eva e Ugolino. Depois de uma encomenda do governo francês em 1880, Rodin realizou várias versões da Porta, mas jamais colocou um ponto final nesse processo de dar forma ao lado mais terrível da Divina Comédia, de Dante, autor de sua predileção. O monumento, com sua riqueza de imagens trágicas e românticas, seus relevos impressionantes inspirados na Renascença e na arte gótica que tanto encantavam Rodin, foi finalizado em 1917, após a morte do artista. A exposição, que continua gratuita neste fim de semana, também traz outras 42 esculturas, 25 desenhos e 10 fotografias do escultor francês. Das 60 mil peças da coleção sobre religião egípcia do Museu do Louvre, em Paris, a exposição Egito Faraônico exibe 88. A mostra já foi visitada por mais de 250 mil pessoas, e este número deve ultrapassar os 300 mil até domingo. Para atrair ainda mais gente no último dia da exposição, a entrada será gratuita. A exposição reúne desde grandes painéis em pedra, com dois metros de comprimento e duas toneladas de peso, a pequenas jóias em ouro, sem esquecer de objetos decorativos e religiosos, sarcófagos, múmias e papiros. As peças enfocam a religiosidade desse povo. Para efeito didático, a exposição está dividida em cinco módulos, de acordo com o uso do objeto exibido. A relação dos faraós com os deuses, quais eram essas divindades, como a população se comportava diante da religião, os cultos dos vivos e os cultos que os preparavam para além da morte são os assuntos abordados em peças que datam do século 18 antes de Cristo ao século quarto da mesma era. A Porta Do Inferno - Pinacoteca do Estado: Praça da Luz, 2. Tel: 229-9844. Até domingo, das 10 às 17h. Entrada Franca.Egito Faraônico-Terra Dos Deuses - Masp; Avenida Paulista, 1.578. Tel: 251-5644. Hoje e amanhã, das 11 às 18h. Domingo, das 10 às 18h. Ingresso: R$10. No domingo, entrada franca.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.