Exposição traz acervo de design do MoMA de NY

Ver, de pertinho, ícones do design do século 20, verdadeiras revoluções estéticas que viraram clássicos e agora fazem parte do dia-a-dia das pessoas. A partir de hoje, mais de cem produtos que integram a coleção do Museu de Arte Moderna (MoMA) de Nova York estarão em exposição dentro da primeira edição paulistana da Metro Design, feira de fornecedores de produtos e equipamentos para construção, reforma e decoração. Entre os destaques da mostra estão os móveis de madeira vergada de Thonet, a poltrona Red & Blue, desenhada por Gerrit Rietveld em 1917, as vasilhas plásticas de Earl S. Tupper, a xícara de chá de Trude Petre-Raben, a poltrona Mole desenhada pelo arquiteto Sérgio Rodrigues em 1957 e a luminária de chão do designer Gino Sarfatti. O acervo pertence à Federação das Indústrias do Estado de São Paulo e estava guardado na USP desde 1979, quando foi adquirido. Naquele ano, as peças chegaram a ficar em exposição no prédio da Fiesp, mas foram ofuscadas pela mostra sobre Barroco Brasileiro realizada no mesmo período. A exposição MoMA Design retrata a história do desenho industrial, traduzida em mobiliário, luminárias, brinquedos e utilidades domésticas. É uma lição de estética aliada à tecnologia e à funcionalidade. "Achamos que era muito pertinente apresentar essas peças. São objetos modernos que viraram clássicos e hoje estão no cotidiano", avalia Patrícia Qüentel, organizadora da Metro Design - e responsável pela Casa Cor carioca. Túnel do tempo para entrar na feira "Todos os anos nós procuramos montar uma exposição na entrada da feira, que prepara o público para o evento. Em 2001, tivemos a mostra ´Novos Alquimistas´, com curadoria de Adélia Borges. Eram trabalhos do acervo do Itaú Cultural, com obras de artistas que utilizam sobras de material e transformam lixo em luxo", explica Patrícia. "O acervo do MoMA é representativo, traz criações de 1916 a 1970", completa. O arquiteto carioca Mário Santos foi o responsável pela montagem. A feira Metro Design 2002 é uma novidade no mercado paulistano. Realizada há sete anos no Rio, o evento chega a São Paulo mantendo seu formato de feira-butique, onde a estrela são os fornecedores - diferentemente da Casa Cor, onde todas as atenções são para os profissionais da decoração e da arquitetura. A idéia é reunir as novidades que arquitetos, decoradores, paisagistas e designers podem encontrar de mais moderno no mercado. "Nossa feira tem padrão internacional e reúne da maçaneta ao sofá. O objetivo é oferecer um espaço onde profissionais e consumidores possam ter contato direto com os principais fabricantes do País", diz Patrícia. SERVIÇO:MoMA Design, na Metro Design (Transamérica Expocenter: R. Dr. Mário Villas Boas Rodrigues, 387). Até domingo, das 13h às 22h. Ingresso: R$ 15. Entrada franca para profissionais cadastrados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.