Exposição retrata vida boêmia londrina há 250 anos

A galeria Tate Britain, em Londres, abriu no último dia 7 a exposição Hogarth, sobre o artista do século 18 William Hogarth (1697-1764). A mostra pretende ser a mais abrangente dos últimos 30 anos sobre a obra do pintor, que retratou o estilo de vida na Londres da época.Entre as cenas mais famosas em exposição estão Gin Lane ("Travessa do gim", em tradução livre) e Beer Street ("Rua da cerveja", em tradução livre), além da série de pinturas a óleo The Rake´s Progress ("O progresso do libertino", em tradução livre), todas com cenas de libertinagem e boêmia.A influência de Hogarth atravessou séculos e chegou a artistas como Goya, Greuze, Whistler e Hockney. A mostra londrina apresenta mais de 200 trabalhos do artista, que não só deixou pinturas a óleo, como rascunhos e gravuras. As obras foram emprestadas por diversos donos dos setores público e privado. A exposição fica na Tate Britain até o dia 29 de abril.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.