Exposição festeja 10 anos da Casa Fuji

Para comemorar uma década de existência, a Casa da Fotografia Fuji forra suas paredes com trabalhos de 18 fotógrafos que ali já expuseram nesse período. Na mostra, que pode ser conferida até o dia 16 de setembro, craques das câmeras como Klaus Mitteldorf, Renata Castello Branco, Juvenal Pereira, Dorival Moreira, entre outros, vão exibir, cada um, dois trabalhos. Curadora da Casa da Fotografia Fuji há cinco anos, Rosely Nakagawa foi quem selecionou o time de fotógrafos que participam do evento. "Os escolhidos têm, em cada período, um trabalho que ficou marcado, trazendo algo novo para o panorama da fotografia", comenta ela. Fachos de luz Na época em que a Casa da Fotografia Fuji estreava suas exposições, em 90, os fotógrafos estavam começando a se profissionalizar e buscavam espaço no mercado. A primeira mostra, então, foi a O Olhar da F4 - uma coletiva de trabalhos de uma das primeiras agências de fotografia que foram criadas. De lá para cá, outras 55 exposições encheram o currículo da galeria e um público superior a 45 mil pessoas já estiveram por lá, admirando os trabalhos de fotografia. "Estou orgulhoso de estar entre os convidados dessa festa", diz Dorival Moreira, cujos trabalhos voltados ao fotojornalismo já estiveram na III Mostra de Portfólios, em agosto de 98 e agora retornam às mesmas paredes com o tema Arte e Cidades. "Uma foto produzida no Moinho Santista e outra em Curitiba, retratando um pipoqueiro", conta o especialista em computação gráfica, que transformou o hobby em profissão e virou fotógrafo em 96. Workshop Em setembro, um workshop, batizado Como Fazer um Retrato, que será ministrado pelo fotógrafo Márcio Scavone, completa o calendário de comemorações do espaço. Scavone participa também da exposição que será aberta hoje. "O meu lado impresso lá está representado pelas fotos O Jantar dos Ricos e Anos Luz", brinca. A primeira, foi tirada de um filme publicitário da agência W/Brasil, que chegou a ganhar o Leão de Ouro no Festival de Cannes deste ano. A segunda, explica Scavone, foi feita para um calendário famoso na Suíça. É a figura de uma mulher saltando no ar desenhando o ano 2000 com o corpo e com fachos de luz. "Só olhando, para entender", admite o fotógrafo. Casa da Fotografia Fuji - Av. Vereador José Diniz, 3.400, Campo Belo. Tel. 5091-4055. De segunda a sexta, 9 às 19 h. Aos sábados , das 12 às 17 h. Grátis.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.