Exposição e catálogo trazem releitura de acervo do Masp

Com a abertura da mostra ''Olhar e Ser Visto'' e o lançamento de quatro alentados catálogos, o Masp finalmente conclui o processo de remodelação de seu acervo, colocando à disposição do público uma nova e instigante releitura de sua coleção. Segundo os novos critérios adotados pelo curador-chefe do museu, José Teixeira Coelho, as mais de 200 obras em exposição no segundo andar do museu não mais são apresentadas em função de escola e país de origem, mas da busca de sintonias temáticas, poéticas e formais entre elas.Mitos, paisagens, representação do real e a tradição da retratística constituem as vertentes centrais dos quatro núcleos da nova montagem. Não se trata, no entanto, como destaca Teixeira Coelho, de uma tentativa de organizar a fruição dos trabalhos numa grade conceitual - ora derivada dos gêneros clássicos da pintura, ora decorrente de questões centrais da filosofia e da história da arte. "Trata-se de um percurso diagonal em várias direções", sintetiza o curador.O objetivo é ambicioso e busca ampliar as possibilidades de desenvolver um novo olhar sobre a arte a partir de um jogo de sintonias e oposições entre as obras. Como se poderia esperar, a estratégia acabou trazendo à luz algumas obras até agora menos destacadas do acervo, como por exemplo o retrato ''Moça com Livro'', de Almeida Junior, que adquire uma nova imponência ao lado de ''Menina com as Espigas'', pintado por Renoir em 1888 e um dos quadros mais famosos do Masp.Outro exemplo de feliz aproximação estabelecido pela nova montagem é a colocação, lado a lado, da ''A Estudante'', de Anita Malfatti, ao lado do quadro ''Retrato de Suzanne Bloch'', de Pablo Picasso, que retorna agora à exibição depois de ter sido roubado ano passado.O anseio por criar novas possibilidades para a fruição da arte levou o museu a criar um novo dispositivo para algumas peças-chave. Por meio de filmes curtos, de 3 minutos, são analisados aspectos históricos e iconográficos de telas essenciais. Neste momento estão contempladas a ''Ressurreição de Cristo'', de Rafael , o ''Retrato do Cardeal Cristoforo Madruzzo'', de Ticiano, e a mais nova aquisição do acervo, um desenho de Salvador Dalí, doado há uma semana. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.Olhar e Ser Visto. Masp. Av.Paulista, 1.578, em São Paulo. Tel. (011) 3251-5644. 3.ª a dom. e feriado, 11/18 h (5.ª até 20 h). R$ 15 (3.ª grátis). As Quatro Estações de Uma Coleção. Catálogos das mostras. R$ 180 (R$ 50, avulso).

AE, Agencia Estado

10 de outubro de 2008 | 10h50

Tudo o que sabemos sobre:
museuMaspexposição

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.