Exposição de arte gera discussões em Londres

Uma exposição chamada O Triunfo da Pintura, comemorando os 20 anos da polêmica galeria Saatchi, em Londres, está causando controvérsia na Inglaterra. O organizador da mostra, Charles Saatchi, é mais conhecido pela promoção de obras de artistas conceituais do movimento conhecido como Britart, como Damien Hisrt e Tracey Emin. Desta vez, Saatchi diz que se concentrou na pintura por estar na hora de fazer uma avaliação dos artistas internacionais já estabelecidos. Mas a explicação não convenceu observadores do trabalho do excêntrico colecionador. "Alguém seriamente pensa que o título é inocente?", questiona o jornal The Observer. Saatchi reconhecer O Triunfo da Pintura seria, diz o jornal, como alguém dizer que descobriu Bob Dylan.O diretor da National Gallery de Londres, Charles Saumarez Smith, escreve no jornal The Guardian, que, para a sua felicidade, a exposição "anuncia a sobrevivência" da pintura. Já Richard Jinman, também no The Guardian escreve com um tom mais irônico, dizendo que o mais chocante da exposição é o fato de não chocar, fazendo referência às exposições mais habituais do colecionador. Outros ainda atribuem esta nova viagem de Saatchi não à sua paixão pelo pincel, mas à busca do triunfo comercial. Há menos de um mês, Saatchi vendeu o famoso tubarão de Damien Hirst supostamente por 7 milhões de libras a um colecionador americano, que agora doou a obra ao Moma de Nova YorkAgora, dizem os observadores mais cínicos, chegou a hora de valorizar as pinturas que ele tem comprado vorazmente de jovens e desconhecidos pintores. Mas, apesar das críticas uma coisa é certa: Saatchi parece ter o poder de reescrever a história de arte recente. Será que ele consegue fazer com novos artistas menos conhecidos o que ele já fez com Damien Hirst e Tracey Emin?Esta primeira exposição do Triunfo da Pintura inclui artistas já consagrados como Doig e Tuymans. Doig é escocês e formado na Chelsea School of Art em Londres. As suas imagens são inspiradas em fotografias que ele próprio tira ou encontra em revistas. Tuymans é considerado um dos artistas mais importantes da contemporaneidade, representativo dos artistas que continuaram pintando durante uma época em que a técnica perdeu a sua relevância. Nascido na Antuérpia, Bélgica, em 1958 ele começou a estudar arte em 1976. No princípio dos anos 80, Tuymans chegou a perder o entusiasmo pela pintura e produziu filmes, mas deixou de pintar por apenas dois anos. O Triunfo da Pintura permanece em cartaz até ao dia 5 de junho 2005 na Galeria Saatchi em Londres. Será seguida pela segunda e terceira parte em junho e outubro, respectivamente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.