Exposição comemora 80 anos de Helmut Newton

Um dos maiores fotógrafos de moda está fazendo 80 anos no fim deste mês, e o Palácio Itamaraty, no Rio de Janeiro, lhe homenageia com uma exposição. A mostra de Helmut Newton abre amanhã e fica em cartaz até 4 de novembro. A retrospectiva de Newton será composta por 52 fotos em tamanho grande (50cm x 60cm), sendo dez coloridas. As fotos, cujas datas variam entre os 40 anos em que o fotógrafo vem se dedicando à foto de moda, foram feitas originalmente para revistas internacionais de moda, como Elle, Marie Claire e Vogue. Por causa deste trabalhos, Helmut newton ficou conhecido como dono de um estilo que explora o nu feminino de forma radical. Seis das imagens que ilustram o trabalho têm uma paisagem carioca ao fundo. Foram feitas em 1962, quando Newton fez série de fotos para editorial da Vogue francesa sobre Copacabana, e mostram a então "princesinha do mar". Ele trabalha até hoje, e é comum que Newton exija viajar para fotografar suas modelos. Seu cachê, dizem as agências de moda e revistas especializadas, é alto. Estilo - Helmut Newton é conhecido por seus nus de mulheres magras, altas, esqueléticas. Qualquer semelhança com o que se vê em quase todo cartaz de loja de roupas não tira sua glória. Hoje, pode-se dizer que ele seja imitado, mas Newton já sondava a geometria feminina nos anos 70, quando o mundo da fotografia de moda ainda estava pensando em modelos inteiramente vestidas. Suas imagens podem chocar ou incomodar, mas também querem fazer rir. Helmut Newton afirma ter optado pela fotografia de nu radical para extrapolar os limites da disciplina que a cultura alemã impõe a seus filhos. Durante 40 anos de trabalho, Newton quis conhecer o sadismo, o masoquismo, a sexualidade crua e realista. Produziu uma obra que não registra lugares, costumes, culturas, mas sim radicalidades, violências, sensualidades. Cansaço - Hoje, o fotógrafo está cansado de nus femininos. Em entrevistas recentes, ele diz querer conhecer a mulher vestida. Um projeto seu é tentar mostrar mulheres sem deixar nenhuma parte do corpo de fora. Ele interpreta essa nova fase como um esgotamento, sente-se cansado de experimentar limites. Quer agora fazer retratos simples, e parece estar cativado por imagens de mulheres vendo suas próprias imagens no espelho. Newton vai ganhar uma grande exposição na Neue Nationale Galerie de Berlim, além de um Café Newton, também na capital, sua cidade natal. O aniversário do fotógrafo é no próximo dia 31. 40 anos de fotografia de moda - Palácio do Itamaraty. Av. Marechal Floriano Peixoto, 196, Centro. Tel: 516- 1808. De segunda a sábado das 9h às 18h. Entrada franca

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.