Ex-secretária de Hitler rompe silêncio

As memórias da mais jovem ex-secretária de Hitler estão vindo a público, em livro e documentário, 57 anos depois da 2ª Guerra Mundial. Traudl Junge, hoje com 82 anos, trabalhou para o ditador alemão de 1942 a 1945. Embora não guarde nenhuma revelação histórica, deixa agora registrado um grande volume de informações e detalhes dos bastidores do 3.º Reich e de sua liderança.Traudl tinha 22 anos e era solteira quando começou a trabalhar para Hitler. Era chamada de "menina" pelo ditador, que ela descreve como um "senhor tranqüilo e maduro, uma figura bastante paternal". Foi a ela que Hitler ditou seu testamento, pouco antes de se suicidar, em abril de 1945. O documentário foi filmado por André Hellera e será apresentado no próximo Festival de Berlim.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.