Ex-modelo Waris Dirie escapa de tentativa de estupro

Advogado da ex-top model afirma que foi ela seqüestrada por um taxista que tentou violentá-la

Reuters,

10 de março de 2008 | 14h04

O advogado da ex-top model Waris Dirie, Gerald Ganzger, afirmou nesta segunda-feira, 10, que ela foi seqüestrada por um taxista que tentou estuprá-la. Waris ficou desaparecida durante três dias e foi localizada em Bruxelas, na Bélgica, e internada em um hospital nesta segunda-feira, 10, com ferimentos no braço esquerdo e nas pernas.   "Ela está em um péssimo estado", disse Ganzger à agência de notícias austríaca APA. Ele espera que ela deixe o hospital em dois ou três dias.   Na sexta-feira, a polícia de Bruxelas disse que Waris, que é embaixadora da ONU contra a mutilação genital, se perdeu na tarde de quarta após pegar um táxi.   Waris ficou famosa no mundo todo com seu rosto estampado em inúmeras revistas, mas deixou sua carreira lucrativa para fazer campanha contra um prática centenária de mutilação genital nas mulheres, que ela mesma foi obrigada a fazer. Em 1997, foi nomeada embaixadora da ONU.  

Tudo o que sabemos sobre:
Waris Dirie

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.