Reprodução
Reprodução

Ex-integrante do grupo Menudo é acusado de agredir sua ex-mulher no Brasil

Cantor porto-riquenho também responde por um processo de pensão alimentícia

EFE

01 Abril 2011 | 15h45

Roy Roselló, ex-integrande da banda porto-riquenha Menudo, à qual pertenceu o cantor Rick Martin, foi acusado de agredir sua ex-mulher na cidade de Camaçari, na Bahia, informou a imprensa local.

Roselló, quem há dez anos veio morar no Brasil, não se apresentou à delegacia especializada em crimes contra a mulher quando foi intimado e, em um segundo mandato judicial, se desculpou perante a imprensa pela repercussão do caso.

"Peço desculpas por isto, pois há coisas mais importantes para nos ocuparmos agora, como a tragédia no Japão. O meu caso não é nada diante de uma catástrofe que requer a solidariedade de todos", declarou Roselló à Rede Record.

Em sua defesa, segundo a delegada responsável pela investigação, Thais Siqueira, o cantor porto-riquenho alegou que em março passado sua ex-mulher - cujo nome não foi revelado - chocou-se com o cotovelo do artista quando ele ensaiava uma coreografia dentro da casa em que moravam.

Há 10 anos, Roselló decidiu tentar se lançar como empresário e artista no Brasil.

O cantor, que tem cinco filhas brasileiras, também responde perante a Justiça brasileira por um processo de pensão alimentícia instaurado pela mãe de uma delas.

Em 1988, a cantora Mara Maravilha, que se relacionou com o artista, o denunciou por agressão.

Mais conteúdo sobre:
MenudoRoy Rosellócelebridades

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.