Reprodução
Reprodução

Ex-ator de 'Power Rangers' não é acusado por morte na Califórnia

Ricardo Medina Jr. foi preso por suspeita de assassinato no sábado

Reuters

04 de fevereiro de 2015 | 19h52

Um ex-ator de "Power Rangers" preso no sul da Califórnia por suspeita de perfurar um colega de quarto até a morte com uma espada foi libertado da prisão depois que os promotores rejeitaram acusá-lo, disseram autoridades nesta quarta-feira, 4.

O assassinato no sábado, em Palmdale, ao norte de Los Angeles, aconteceu após uma discussão que se tornou violenta entre o ator Ricardo Medina, de 36 anos, e seu companheiro de quarto Joshua Sutter, de acordo com o Departamento do Xerife do Condado de Los Angeles.

Segundo autoridades policiais, Medina foi para o quarto com sua namorada durante a briga, e Sutter os seguiu e forçou a abertura da porta. Medina, então, o atingiu com um golpe de espada no estômago e o matou.

O ator foi preso por suspeita de assassinato no sábado, depois de ser interrogado por detetives de homicídios. O gabinete da promotoria de Los Angeles pediu aos funcionários do xerife na segunda-feira para investigar mais o caso, e os promotores se recusaram a apresentar qualquer acusação contra ele, disse Ricardo Santiago, porta-voz do gabinete do promotor público.

Na terça-feira, Medina foi libertado da prisão, de acordo com registros do departamento do xerife.A polícia afirmou que, após a briga, Medina chamou os policiais e permaneceu no local até que os assistentes do xerife chegassem.

Medina interpretou o herói vermelho na série de TV Power Rangers Wild Force em 2002. Ele também dublou o personagem de Deker em uma série posterior, Power Rangers Samurai, e já havia aparecido em obras como CSI: Miami e Plantão Médico.

Tudo o que sabemos sobre:
Power Rangers

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.