João Caldas
João Caldas

Filho de Eva Wilma diz que novo teste de covid deu negativo, mas atriz continua internada

Johnny Herbert Jr. postou vídeo em rede social informando que foi feito outro teste de covid e que novamente deu negativo

Redação, O Estado de S.Paulo

11 de janeiro de 2021 | 08h44
Atualizado 14 de janeiro de 2021 | 09h54

A atriz Eva Wilma, de 87 anos, está internada desde o dia 10 no Hospital Vila Nova Star, na zona Sul de São Paulo, em decorrência de uma pneumonia. Segundo um vídeo postado por seu filho Johnny Herbert Jr., no Instagram, foi feito um novo teste de coronavírus, que deu negativo. Otimista com o quadro de sua mãe, Herbert disse que ela agradeceu "o carinho de todos".

"Venho dar boas notíticias, por precaução foi feito mais um teste de covid, como foi feito quando deu entrada no hospital. vocês já devem saber, foi diagnosticado uma pneumonia, mas foi pega bem no comecinho, e a gente foi rápido, o que foi muito positivo para evitar qualquer gravidade, portanto, ela está se recuperando e em breve vai estar de volta", disse Johnny Herbert Jr., no Instagram.

 

Em 2016, Eva Wilma teve embolia pulmonar e chegou a ser levada para o Hospital Albert Einstein, onde ficou por três semanas internada. 

Recentemente, a atriz participou do projeto 'Em Casa Com Sesc', em que apresentou histórias e canções que falam da sua formação e trajetória como artista. Ao lado do filho, o cantor, compositor e violonista John Herbert Jr, “Vivinha”, como é conhecida pelos colegas, cantou músicas do repertório de artistas como Inezita Barroso, que lhe deu aulas de violão, e leu o texto “O Ator”, do dramaturgo Plínio Marcos, que completaria 85 anos em 29 de setembro.


Em dezembro, Eva Wilma prestou uma homenagem para a amiga Nicette Bruno, no Instagram, que morreu em decorrência do novo coronavírus. "Eu te amo e vou amar sempre, minha amiga querida!", escreveu na legenda da foto em que as duas aparecem abraçadas.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
pneumoniacoronavírusEva Wilma

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.