Europe: como nasce um hit progressivo mundial

Era tempo de cabeleira farta em Estocolmo, na trilha do hair metal americano e inglês, no topo das paradas à base de glitter. Mas o vocalista Joey Tempest tinha o Europe, uma banda sueca de rock progressivo sem brilho. Era preciso uma levada apoteótica para virar a bola da vez. Tempest não sabia, mas contava com uma carta na manga. A cada meia-noite no Berns Salonger, histórico bar-restaurante-hotel-balada, ele punha para tocar uma fita com acordes de teclado. Esse tema de Tempest ficou famoso na cidade pelo suspense que criava. Mas era apenas uma introdução a algo maior, apocalíptico. "Eu disse a ele: mas que diabo, escreva uma música toda com isso", contou ao Estado John Leven, baixista do Europe, apelando por um hit. Ele veio em 1986.

Roberto Almeida, O Estado de S.Paulo

05 de novembro de 2010 | 00h00

The Final Countdown, um dos símbolos máximos do hair metal anos 80, vai ser ouvido ao vivo pela primeira vez no Brasil hoje. O Europe faz única apresentação em São Paulo, com Tempest à frente, Leven no baixo e toda a formação original. "Sempre quis ir ao Brasil pelas mulheres bonitas", adiantou Leven. "Estou brincando. Tenho uma mulher linda, loura e sueca." O último disco, de 2009, Last Look at Eden,é o que vai ser apresentado no show brasileiro. "Mas não quero entregar todas as músicas que vamos tocar, quero que seja uma surpresa", diz Leven.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.