Eurochannel aposta cada vez mais em filmes

Depois de inaugurar, há três meses, a versão em espanhol do Eurochannel no México, Venezuela e outros países da América Latina, a diretoria do canal decidiu vir ao Brasil - onde ele já opera desde 1994 pela TVA, Neotv e Directv - para anunciar algumas reformulações e estréias na programação.Na manhã de ontem, a francesa Marie-Claire Margossian, vice-presidente da Multithématiques - empresa que controla o Eurochannel desde o fim de 2000 - recebeu a imprensa e falou dos planos do canal para o Brasil. "Investimos muito mais na qualidade da programação do que em ações de marketing."Segundo ela, a prioridade hoje são os filmes europeus, mais do que qualquer tipo de programa. Estes constituem 70% da grade atual, com cerca de 500 novos filmes a cada ano. "Queremos ser uma HBO européia, com várias opções de filmes diferentes dos americanos."Seguindo essa linha, o canal exibirá toda sexta-feira de julho, às 23h, produções francesas que ganharam versões americanas no ciclo Os Originais São Melhores. São elas: Nikita, Criada para Matar (5/7), Os Compadres (12/7), La Totale (19/7) e Os Fugitivos (26/7).A partir de 4 de agosto - e sempre no primeiro domingo de cada mês, às 11h30 - será lançado o Non Stop Cinema (24 horas ininterruptas de cinema europeu, com produções de diferentes gêneros e nacionalidades, passando de 44 para 60 exibições mensais).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.