Estrelas pedem ao G8 ação para combater a pobreza

Um show cheio de estrelas, como o lendário James Brown, foi realizado na noite desta quarta-feira em Edimburgo, com a presença de atores como George Clooney, para pedir aos países do G8 soluções para a pobreza mundial.O espetáculo encerra a série dos shows Live 8, promovida pelo roqueiro e ativista Bob Geldof para pressionar os líderes do G8 (sete países mais industrializados do mundo e a Rússia), que de hoje a sexta-feira realizam sua cúpula anual em Gleneagles, a cerca de 70 quilômetros da capital escocesa.Enquanto os líderes de Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, Canadá, França, Itália, Japão e Rússia participavam de um banquete de honra em Gleneagles, cerca de 30 cantores exigiram na capital escocesa o fim da miséria na África.O show, realizado no estádio de rugby Murrayfield, lotado por 60 mil pessoas, começou com a banda escocesa The Proclaimers, apresentada pelo comediante Lenny Henry, famoso no Reino Unido."Esta noite é uma noite de celebração, enquanto tentamos fazer com que a pobreza vire história", disse Henry, em meio às ovações da platéia, que se divertiu sob a chuva que caiu na noite desta quarta-feira em Edimburgo.Outros artistas que fizeram o público vibrar foram Bono, Jamie Cullum, Texas, The Corrs, Travis, Annie Lennox, Snow Patrol e Ronan Keating, entre outros.Também puseram sua voz a serviço da luta contra a miséria algumas estrelas de Hollywood, como George Clooney, que dividiu o palco com a ex-Eurythmics Annie Lennox, e Susan Sarandon, assim como a modelo alemã Claudia Schiffer.Geldof, grande promotor do espetáculo, foi recebido com uma chuva de aplausos. "Dissemos (ao G8) que viríamos, e viemos", disse. Bono lembrou aos líderes dos oito países que "há muitas vidas em jogo" em lugares como a África.O vocalista do U2 apresentou uma mensagem gravada em vídeo do ex-presidente sul-africano Nelson Mandela, que disse aos países mais ricos que "não olhem para outro lado" e adotem medidas contra a miséria, porque o mundo quer "ações, não palavras".Antes de ir ao estádio Murrayfield, Bono e Geldof se reuniram com alguns líderes do G8, como o primeiro-ministro do Reino Unido, Tony Blair; o chanceler da Alemanha, Gerhard Schröder, e o primeiro-ministro do Canadá, Paul Martin, para falar do combate à pobreza. No fim da noite, James Brown, o "padrinho do soul", levou a multidão à loucura com alguns de seus clássicos, como Sex Machine.No fim de semana passado, os outros shows Live 8 aconteceram em Londres e em diversas cidades do mundo, como Berlim, Paris, Tóquio e Filadélfia (EUA). Aproximadamente três bilhões de espectadores acompanharam aqueles espetáculos pela televisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.