Estréias em clima de guerra : Globo X Record

Globo e Record estréiam hoje duas produções em clima de guerrilha. Na Globo, o destaque é o remake de Sinhá Moça, trama de Benedito Ruy Barbosa que entra no lugar da bem-sucedida Alma Gêmea. No enredo: o amor impossível da filha de um barão escravocrata e um jovem abolicionista, mais uma aposta da rede no gênero de época, que tem obtido ótimos resultados no horário das 6. No elenco, nomes como Osmar Prado, Zezé Motta, Vanessa Giácomo, Bruno Gagliasso e Chico Anysio, em participação especial. Os protagonistas são Débora Falabella (Sinhá) e Danton Mello (Rodolfo). O ator, por sinal, só não migrou para a concorrente - a Record tinha assediado Danton - por conta da oportunidade na Globo. Se aceitasse, Danton seria mais um entre os tantos ex-globais que compõem o cast de Cidadão Brasileiro, estréia misteriosa da Record. Misteriosa porque até a sexta-feira à noite a rede não sabia informar como ficaria sua grade de programação após as 19 horas. A única certeza era que Cidadão, texto de estréia de Lauro César Muniz na Record, iria estrear às 20h30. A dúvida da emissora era se coloca o novo folhetim seguido de Prova de Amor, que vai muito bem em audiência, jogando o Jornal da Record para mais tarde, ou se faz o famoso sanduíche de programação utilizado com sucesso pela Globo: novela/noticiário/novela. A rede pretende manter o suspense até o último instante. A Globo, por sua vez, está de olho na grade da concorrente para esticar ou condensar o Jornal Nacional. O folhetim que marca o início do segundo horário de novela na Record, Cidadão, traz no elenco: Gracindo Jr., Paloma Duarte, Lucélia Santos, Gabriel Braga Nunes e Cecil Thiré, entre outros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.