Estreia 'O Turista', com Angelina Jolie e Johnny Depp

Não há dúvidas. O grande chamariz de "O Turista", produção que estreia hoje nos cinemas, é o casal que protagoniza a trama, uma refilmagem da comédia francesa Anthony Zimmer - "A Caçada", de 2005. Em cena, nada menos do que os badalados Angelina Jolie e Johnny Depp, que foram indicados ao Globo de Ouro, mas não levaram os prêmios. Entretanto, apesar de promissor, o feito de reuni-los não estava programado - o filme seria estrelado por Charlize Theron e Tom Cruise.

AE, Agência Estado

21 de janeiro de 2011 | 09h34

Com a entrada de Angelina, a produção se viu com um problema: encontrar um ator que não fosse ofuscado pelo magnetismo da atriz. Para o diretor e roteirista, o alemão Florian Henckel von Donnersmarck (antes dele, Lasse Hallstrom, Bharat Nalluri e Alfonso Cuarón foram cogitados para o longa), premiado com o Oscar de melhor filme estrangeiro por "A Vida dos Outros" (2007), a escolha foi acertada. "Quando nos perguntamos que ator poderia ser o par de Angelina, em termos de atratividade, inteligência e desempenho, o único nome do qual sempre nos lembrávamos era o de Depp", disse o diretor.

Ocorre que, na tela, o resultado não é tão equilibrado, e Angelina brilha muito mais do que seu parceiro. Com seus belos vestidos e joias, a inglesa Elise Clifton Ward (papel da atriz) é uma mulher elegante e misteriosa, que mantém um relacionamento com Alexander Pearce, um golpista procurado pela polícia por ter roubado US$ 2,5 bilhões de um mafioso russo. Fugindo da Scotland Yard e do gângster, Pearce se comunica com Elise por bilhetes. Num deles, pede que a amante saia de Paris e vá para Veneza, onde se passa a ação do longa. Para despistar os seus perseguidores, Pearce pede que ela encontre um homem com características físicas semelhantes às dele.

No vagão do trem, a personagem vai analisando os homens disponíveis. Como não poderia deixar de ser, todos a olham com um ar de interesse. Ela escolhe Frank Tupelo (interpretado por Depp), um professor de matemática que está sozinho passando férias na Europa. Leitor de romances policiais e viúvo, ele se deixa levar pelo charme de Elise e a segue para um hotel cinco estrelas, sem desconfiar que está sendo usado.

Trazendo referências do clássico de Alfred Hitchcock, "Ladrão de Casaca", protagonizado por Grace Kelly e Cary Grant, o filme, que teve orçamento de U$ 100 milhões, se propõe a ser um thriller de ação, mas, no final, o resultado fica mais bem avaliado como uma comédia romântica um pouco mais agitada do que a média. "O Turista" vale pela leveza e pelas belas cenas de Veneza. Outro ponto positivo é a boa atuação de Paul Bettany, que interpreta John Acheson, inspetor de polícia decidido a pegar Pearce, que esconde, inclusive do público, uma queda por Elise. As informações são do Jornal da Tarde.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.