Estréia Centro Nervoso, peça de Fernando Bonassi

Fernando Bonassi fez da literatura o primeiro canal para expressar suas inquietações. Um de seus cinco livros, Um Céu de Estrelas, foi levado às telas pela cineasta Tata Amaral com sucesso. Passou a escrever para cinema e televisão. Logo depois, o teatro tornou-se palco importante para suas idéias. Com a estréia de Centro Nervoso, amanhã, no Sesc Anchieta, o espectador conhecerá mais uma de suas facetas, a de diretor. Curiosamente, Bonassi começa por falar de seu constrangimento em ?assinar? a direção. "Este espetáculo é fruto da criação dos atores", diz. Ele se refere ao quarteto Paschoal da Conceição, Thereza Piffer, Eucir de Souza e Malu Bierrenbach. Ressalta que os 13 textos curtos que estão em cena são de escritor. E explica. "A qualidade literária de alguns textos, como um romance de Guimarães Rosa, está na escrita. Em outros, como o hip-hop, está na cadência, na sua musicalidade. É o caso das ladainhas, em que o coro repete: Senhor, escutai a nossa prece!" Nos últimos tempos, ele vem buscando essa cadência. Foram os atores que escolheram os 13 textos entre 64 de sua criação recente. Todos têm como temática o cotidiano urbano, violento e injusto, traço característico da criação de Bonassi. Um deles, por exemplo, flagra um assalto dos dois pontos de vista: assaltante e assaltado. Só para ter idéia do que seria essa cadência de que ele fala, leia o seguinte trecho, que abre o espetáculo: " Vende-se um grito usado em outras épocas, ousado em certas coisas e vencido pelas circunstâncias. Vende-se um grito de aviso, um encontro marcado com o pecado, um grito gritado para dar juízo. Trata-se de um grito atávico, hermético, estático. Um grito patético, dramático, político e poético. Não está parado no ar, como um símbolo empoeirado dos antigos, mas teima em se coçar na garganta dos incomodados..." Promissor. Centro Nervoso. 90 min. 16 anos. Teatro Sesc Anchieta (328 lug.). Rua Dr. Vila Nova, 245, 3256-2281. 5.ª a sáb., 21 h; dom., 19 h. R$ 5 a R$ 10 (5.ª); R$ 10 a R$ 20. Até 9/7

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.