Estreia amanhã 2ª temporada de 'Casseta Vai Fundo'

Fazer programa de humor dividido em temporadas tem lá o seu ônus - como o risco de não estar no ar enquanto mensalão, Carminha e Tufão pautam os assuntos do dia a dia. Para os cassetas, que voltam à tela nesta sexta-feira, na segunda temporada desde que o programa se despediu do formato semanal contínuo, a alta exposição desses temas, num período em que o programa esteve recluso, deu comichão. "Mas é uma escolha", conforma-se Cláudio Manoel, porta-voz do grupo.

AE, Agência Estado

01 de novembro de 2012 | 11h05

Mesmo tendo perdido os dias mais quentes de mensalão, o assunto ainda está na ordem do dia e valerá paródia na volta do "Casseta Vai Fundo". Reinaldo e Cláudio Manoel serão Barbosa e Chateandowiski, em alusão aos ministros do STF Joaquim Barbosa e Ricardo Lewandowski.

A nova temporada somará oito episódios, com temas já definidos para cada um. Nesta sexta, Dia de Finados, o assunto é sexo. A esse, seguem-se paixões nacionais, mundo dos homens, sobrenatural, maluquices, crime e, por último, o fim do mundo, no ar no dia em que o mundo acabaria, segundo equivocada leitura do calendário maia. Todo programa terá ao menos dois convidados - um da Globo e outro musical. Sexta, Zeca Pagodinho abre os trabalhos.

Sucesso como Dilma, Gustavo Mendes ganha mais espaço e novos personagens, como um adolescente genérico e uma Maria Bethânia. "Estamos pensando também numa Ana Carolina", conta Cláudio. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
GloboCláudio Manoel

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.